sexta-feira, 12 de outubro de 2018

Deputado Adriano Sarney manifesta apoio a Bolsonaro, por ser contra comunismo propor 13º para Bolsa Família

O deputado Adriano Sarney (PV) declarou, nesta quinta-feira (11), na Assembleia Legislativa, que vai apoiar Jair Bolsonaro (PSL) à Presidência da República no segundo turno da eleição presidencial porque, segundo ele, o candidato está empenhado no combate ao avanço do comunismo no país. Neto do ex-presidente José Sarney, Adriano foi o único membro de sua família a obter sucesso na eleição do último domingo (07), da qual participam o pai, Sarney Filho (PV), candidato ao Senado, e a tia, Roseana, que disputou o Governo do Estado.

No seu dicurso, o deputado também agradeceu os 50.679 eleitores que acreditaram no seu trabalho e lhe deram a maior votação dos candidatos da oposição no Estado.

“Agradeço a todos que votaram em mim pela confiança em meu trabalho e isso me traz um senso de responsabilidade muito grande. Por isso tenho a obrigação de optar por um lado na disputa à Presidência da República e este lado é contra o PCdoB, contra o comunismo, apoiando o Movimento Apartidário Pró-Bolsonaro”, declarou.

Segundo Adriano, pesa ainda em sua decisão o fato da candidata vice na chapa de Fernando Haddad, Manuela D´Ávila, ser correligionária do governador Flávio Dino (PCdoB). “No mais, apoio a proposta de Bolsonaro de acrescentar uma 13ª parcela aos beneficiários do Bolsa Família, fortalecer a Segurança Pública; oferecer um ensino de qualidade para as nossas crianças, enfim, a proposta de unir o Brasil novamente”, acrescentou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário