sexta-feira, 26 de outubro de 2018

Município mantém atendimento dos contatos de pacientes com hanseníase


Treinamento, consultas e diagnóstico precoce fazem parte das ações desenvolvidas

por Luana Barros

Equipe da Secretaria Municipal de Saúde, Semus, esteve em reunião, na terça-feira, 23, com Isabel Maria Bernardes Goulart, médica professora da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Uberlândia- UFU/MG, coordenadora do Centro de Referência Nacional em Dermatologia Sanitária e Hanseníase. Foi discutido o desenvolvimento do projeto de monitoramento clínico de longo prazo para vigilância de contatos de hanseníase que receberam quimioprofilaxia.
"Nosso objetivo é avaliar clinicamente os contatos de hanseníase deste município, que receberam quimioprofilaxia com esquema terapêutico denominado ROM duas doses e a vacina BCG-ID, no período de 2010 a 2015, quando nossa equipe desenvolveu projeto com equipe do Centro de Referência em Dermatologia Sanitária e da Vigilância em saúde", explicou Maria Bernardes.
A secretária adjunta de Saúde, Mariana Jales, e o coordenador do Programa Municipal de Hanseníase, Francisco Cutrim, participaram do encontro com a presença de outros técnicos da Semus. "Ficamos felizes em desenvolver mais uma ação em saúde, desta vez, voltada aos contatos e familiares dos pacientes que têm hanseníase em Imperatriz.  Recebemos a equipe da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Uberlândia e daremos prosseguimento a esta iniciativa", afirmou Mariana.
Além disso, treinamento, mutirão de consultas e foco no diagnóstico precoce da hanseníase são realizadas pela Prefeitura, por meio da Secretaria de Saúde.

Imagens:

Nenhum comentário:

Postar um comentário