sexta-feira, 12 de outubro de 2018

O político tem que ter posição. Senador Roberto Rocha declara apoio a Jair Bolsonaro.

Nota

Vem de um dos grandes pensadores da esquerda, Antonio Gramsci, a famosa frase que diz: “a crise consiste precisamente no fato de que o velho está morrendo e o novo ainda não pode nascer”.
O Brasil vive essa transição, para tempos ainda incertos. Mas a população já deu uma demonstração de que não aceita que o velho continue dominando a política.
Como querer que o líder de um partido comande os destinos da nação, de dentro da prisão? Como esperar que esse partido eleja os chefes dos três poderes? Esse foi o triste legado do PT, que ainda acena com brilhantes conquistas sociais mas é incapaz de fazer uma simples autocrítica sobre os escândalos que envergonharam o país.
Nossa democracia passará o teste decisivo sobre sua solidez. Temos instituições e mecanismos para que prevaleçam todas as cláusulas jurídicas de nossa Constituição. Essa é a lição que o eleitor vem dando, ao valorizar a democracia e a alternância de poder.
Manifesto meu voto em Jair Bolsonaro, sem pedir nada em troca, mas apenas me associar à vontade geral do povo, para que brote o novo dos escombros do velho. E que os derrotados, tanto o PT quanto o PSDB, ouçam o clamor das ruas e refaçam seus destinos.
A imagem pode conter: 1 pessoa, óculos

Nenhum comentário:

Postar um comentário