terça-feira, 2 de outubro de 2018

Saiba quando é preciso operar casos de hérnias de disco cervicais



A cirurgia é recomendada com pelo menos seis meses de tratamento conservador agressivo, sem sucesso.

Problemas de hérnias de disco cervicais são cada vez mais recorrentes. Os pacientes com tal problema, geralmente, sofrem de dores ininterruptas na parte inferior das costas, causando grande desconforto. De acordo com especialistas, a cirurgia é recomendada com pelo menos seis meses de tratamento conservador agressivo, sem sucesso.

Quando as terapias não-cirúrgicas não fornecem alívio de seus sintomas, nesse caso, o médico pode recomendar a cirurgia da coluna. O médico especialista em coluna, Dr. André Pagotto, explica que o procedimento “é um tipo de tratamento de substituição de uma articulação, ou artroplastia”, afirma, completando que a “indicação do uso da artroplastia cervical é, principalmente, nos casos de hérnias de disco cervicais”.

O procedimento tem como finalidade remover a totalidade ou parte de um disco danificado cervical (discectomia), aliviar a pressão sobre os nervos e/ou da medula espinal (descompressão) e restabelecer a estabilidade da coluna vertebral e o alinhamento depois de o disco ter sido removido.

Dr. André Pagotto explica a forma como o procedimento é feito, na artroplastia. “O disco lesionado é retirado e substituído por uma prótese articulada, que estabiliza e tenta reproduzir o movimento normal da coluna”.

O tratamento é novo na medicina. Este tipo de prótese começou a ser utilizado muito recentemente, apenas depois do ano 2000. Atualmente, a artroplastia é utilizada como uma alternativa à cirurgia de artrodese de coluna cervical, com a vantagem de manter a movimentação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário