terça-feira, 6 de novembro de 2018

Alunos da Escola São Sebastião participam da Semana de Conciliação

ABERTURA


Ação faz parte do projeto “Mediar para Educar” em parceria com poder judiciário

Publicado em: 05/11/2018 por Sara Ribeiro
Alunos da Escola Municipal São Sebastião, Bairro da Caema, participaram nesta segunda-feira, 5, da solenidade de abertura da Semana Nacional de Mediação e Conciliação. Visita ao evento faz parte do projeto “Mediar para Educar”, coordenado pela juíza de direito, Ana Beatriz Jorge, em parceria com a Casa do Estudante e Secretaria Municipal de Educação, Semed.
Cerimônia, na Faculdade de Imperatriz, Facimp Wyden, teve presença de magistrados, estudantes da instituição e Secretaria Municipal de Trânsito, em que foram discutidas as práticas jurídicas de conciliação como resolução para a celeridade processual.
Após debates, alunos da rede pública e privada, integrantes do projeto, realizaram apresentação dos objetivos da atividade, enfatizando a conciliação como prática da tolerância e de resolução de conflitos não só nas práticas jurídicas, mas em âmbito social.  
Coordenadora do projeto, a juíza Ana Beatriz Jorge, explica que a finalidade é aplicá-lo em todas as escolas da rede de ensino. “Nós procuramos o prefeito, a Semed e eles tiveram todo entusiasmo em serem parceiros, pois trata-se de um projeto do futuro, inovador, com mudança de postura na cultura do cidadão” - declarou.
Ela explica ainda, que para a aplicação do projeto nas escolas, o judiciário faz a formação do professor. “Iremos capacitar todos os professores para a conciliação e mediação. Após essa formação, haverá os momentos do judiciário, realmente dentro da escola e, assim, capacitar os alunos como conciliadores, pois irão dirigir os conflitos na escola deles” – comenta.
Coordenadora pedagógica da Escola São Sebastião, Regina Andréia Moura, elogia a iniciativa. “Além da formação do professor, há o envolvimento da família, que auxiliará nessa formação do aluno em futuros adultos conscientes, seguros de resolver suas questões, seus impasses. É um projeto audacioso, mas que esperamos que alcance níveis altos na relação com o outro, como encarar os problemas do dia a dia” - finalizou.

Imagens:

Nenhum comentário:

Postar um comentário