quarta-feira, 21 de novembro de 2018

Comitê Nacional de Cerimonial e Protocolo presta homenagem ao deputado Hildo Rocha


O trabalho do deputado federal Hildo Rocha continua rendendo aplausos e reconhecimentos por parte de entidades que atuam em âmbito nacional. A condecoração mais recente aconteceu durante o XXIII Congresso Nacional de Cerimonial e Protocolo. O reconhecimento não é à toa. O parlamentar exerceu papel decisivo na aprovação de dois projetos de lei de interesse da categoria.

Em novembro do ano passado, Hildo Rocha conseguiu a proeza de destravar o Projeto de Lei 5425/2009, de autoria do deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB/SP), que dispõe sobre a regulamentação da profissão de Cerimonialista e correlatos. A proposta estava travada, na Comissão de Finanças e Tributação (CFT), há mais de cinco anos.

O dispositivo cria também o Conselho Federal de Cerimonial, e os respectivos Conselhos Regionais, suas estruturas e receitas, atribuindo-lhes personalidade jurídica de direito público e autonomia administrativa e financeira para fiscalizar o exercício da referida profissão.

Outra ação importante foi a aprovação, na Comissão de Constituição de Justiça, do relatório do PL 5455/2016, de autoria da deputada Laura Carneiro (DEM /RJ), que também dispõe sobre o exercício da profissão de Cerimonialista e suas correlatas. A proposta foi aprovada graças à atuação de Hildo Rocha que foi o relator do projeto.

“Os membros da diretoria do Comitê Nacional de Cerimonial e Protocolo me convidaram para participar do vigésimo terceiro Congresso da categoria e me homenagearam com a entrega de uma medalha. A homenagem é motivo de honra e contentamento. Só me resta agradecer tamanha honraria”, declarou Hildo Rocha.

História
Hildo Rocha lembrou que o Comitê Nacional de Cerimonial e Protocolo, hoje presidido por Silvio Lobo Filho, tem raízes no Maranhão. “A entidade foi fundada em 29 de outubro de 1993, durante o I Encontro Nacional do Cerimonial Público (I ENCEP), realizado na cidade de São Luis. O encontro aconteceu graças a um grande maranhense, o professor Elias Azulay, líder cerimonialista, responsável, inclusive, pelo crescimento dessa importante profissão”, destacou o deputado.

Representatividade
Duas entidades de abrangência nacional congregam a categoria: Além do Comitê Nacional de Cerimonial e Protocolo, entidade que completou 25 anos de fundação, existe também a Associação Nacional de Profissionais de Cerimonial e Protocolo. Nos dias 12 e 13 de dezembro os profissionais do setor voltarão a se reunir. O encontro acontecerá na cidade de Natal (RN).

Nenhum comentário:

Postar um comentário