terça-feira, 13 de novembro de 2018

Criada Comissão pelos Direitos da Infância e Adolescência

AVANÇOS


Em reunião, prefeito entregou portarias aos membros

por Maria Almeida

Com objetivo de potencializar a execução das ações e estratégias do Selo UNICEF desenvolvidas pela gestão municipal de Imperatriz, foi realizada, na manhã desta segunda-feira, 12, no gabinete da Secretaria de Desenvolvimento Social, Sedes, entrega das portarias de nomeação da Comissão Intersetorial pelos Direitos da Infância e Adolescência e do Núcleo de Estudo da política Infantojuvenil de Imperatriz NEPIJUV.
Participaram da cerimônia o prefeito Assis Ramos, o vice Alex Rocha, a secretária Janaína Ramos, o adjunto Odair Lima, Sormany Branco representando a Secretaria de Saúde, o articulador do selo Unicef, Alberto Clésio e a coordenadora de Proteção Social Básica, Divina Leide Brito. “É uma ação importante para nossas crianças e adolescentes, pois isso vai melhorar o trabalho desenvolvido frente à efetivação das políticas voltadas a este público no município” – ressaltou Assis.
Iniciativa faz parte das ações previstas para o triênio 2017-2020 do selo UNICEF. “É mais uma etapa para premiação e, com isso, vamos ampliar discussões, avançar no debate sobre as formas de atendimentos voltadas à criança e ao adolescente e garantir a participação do município em todas as etapas e ganhar o selo” – explicou Janaína.
A secretária ressaltou que a conquista do selo representa orgulho e vai trazer benefícios para Imperatriz como um todo, por isso, todas as ações que forem necessárias implementar para receber a premiação serão feitas. A comissão é composta por profissionais da rede pública, entidades não governamentais e da sociedade civil; e o Núcleo, por adolescentes de diferentes escolas públicas, serviços de convivência, saúde, e sociedade civil.
Dentre os principais ganhos dessa iniciativa estão: Garantia dos direitos e políticas públicas integradas e de inclusão social; prevenção e enfrentamento da violência contra criança e adolescentes; orçamento e financiamento das políticas para criança e adolescentes; participação, comunicação social e protagonismo de gestão e controle social. 
Para o membro do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e de Adolescente, Ariston de França, criação do Núcleo é o maior ganho que Imperatriz já teve para efetivação das ações do ECA na cidade. “Já estávamos tentando criar há 28 anos, em diversas gestões, e somente agora conseguimos, devido a sensibilidade do prefeito Assis e da secretária Janaína” - afirmou.
Segundo o articulador do selo, a comissão e o núcleo potencializam toda a política de atendimento a criança e ao adolescente. “A partir de agora vamos monitorar e acompanhar as ações executadas na área de saúde, educação e social garantindo a excelência no trabalho desenvolvido. Além disso, teremos pessoas participando diretamente em fóruns, seminários, reuniões intersetoriais e conferências” – explicou Alberto.

Imagens:

Nenhum comentário:

Postar um comentário