quarta-feira, 21 de novembro de 2018

ENTREVISTA COM PRESIDENTE DO CONVOJE DE IMPERATRIZ



“O EMJE é uma oportunidade de vencer a crise no sentido de que conhecimento gera riqueza”

O presidente do Conjove, Lauro César Alves de Sousa, fala nesta entrevista sobre o Encontro Maranhense de Jovens Empresários que acontecerá na próxima semana, dias 22 e 23, em Imperatriz, e tem como objetivo difundir a cultura empreendedora entre os jovens do estado. Conheça mais sobre o 6º EMJE na entrevista que segue e se inscreva para participar

Qual o tema escolhido para o EMJE 2018?
“Empreendedorismo e liderança” foi o tema escolhido porque a gente acredita que o empreendedorismo promove e levanta lideranças. A liderança eficiente faz com que o empreendedorismo seja mais relevante. Dentre todos os movimentos [de jovens empresários], inclusive o nacional, o principal objetivo é levantar liderança, e entendemos que essas lideranças surgem a partir do empreendedorismo, ou seja, a pessoa começa a empreender, monta seu negócio, de repente ela está em um movimento associativista e se torna um líder ou na sua própria empresa, na sua cidade, em uma instituição. Então, vemos que o empreendedorismo é o caminho para a liderança. Entendemos que ressaltar esses pontos era fundamental para o tema desse ano.

Quem é hoje o jovem empresário?
No caso do Conselho de Jovens Empresários (Conjove), um conselho da Associação Comercial e Industrial de Imperatriz (ACII), o seu estatuto define o jovem empresário como pessoas de até 35 anos de idade que têm seu próprio negócio ou são profissionais liberais, como advogados ou engenheiros. O conselho é formado por empresários ou profissionais com este perfil, mas há muitos outros jovens empresários que atuam em seus negócios e ajudam a movimentar a economia da cidade.

E como esses jovens empresários podem participar do EMJE?
O primeiro lote de inscrições para o 6º EMJE segue disponível. Para garantir vaga nos dois dias de programação de diversas palestras é preciso fazer a inscrição com investimento de R$ 80 (oitenta reais) inteira e R$ 40 (quarenta reais) a meia entrada, no caso de estudantes e associados da ACII. As inscrições podem ser feitas pelo site www.emjeconjove.com.br ou presencialmente na Associação Comercial e Industrial de Imperatriz no Palácio do Comércio, localizada na Rua Bom Futuro, nº 455 – Centro. O evento conta também com uma equipe de vendas que pode se dirigir até a empresa do interessado para efetuar inscrições. O contato para interessados é (99) 3525-3400 e todos já podem fazer suas inscrições.


Na programação consta uma reunião aberta do Conjove, como funcionará?
Vamos seguir o modelo da Conaje (Confederação Nacional de Jovens Empresários), no qual os membros estarão sentados à mesa, discutindo temas como economia, tributação e assuntos ambientais. Aqui será um Encontro Regional do Movimento Jovem dos estados do Maranhão, Pará e Tocantins, inclusive com a presença de alguns membros de São Luís. Os presidentes e representantes desses movimentos estarão à mesa discutindo assuntos que são de fundamental importância. Reuniões assim já resultaram em diversos resultados. Uma das grandes vitórias, por exemplo, foi a identificação do imposto no cupom fiscal, ideia que nasceu em reunião da Conaje. A gente reúne, anota a pauta e depois faz a reivindicação aos órgãos competentes. Pessoas que não são ligadas ao Conjove podem estar na reunião, mas apenas o Conselho terá oportunidade de fala. As pessoas podem participar, mas apenas assistindo, sem interagir ou discutir. Ainda assim é uma grande oportunidade para compreender os assuntos em discussão.
E quanto ao EMJE, o que podemos esperar quanto a estrutura e quanto a expositores nesta edição?
A montadora que faz a Fecoimp é a mesma que fará o EMJE. Ainda assim, o designer de cada um desse eventos é totalmente diferente. Os estantes ficarão prontos já nos próximos dias e todos já foram comercializados. A estrutura conta com dez estandes internos, mais quatro auditórios e o palco central. Os expositores são dos mais diversos segmentos. Temos da área da indústria, do comércio varejista, escola de cursos preparatórios e projetos sociais. Os expositores do EMJE não precisam ser necessariamente de jovens empresários, mas a gente procura empresas cujo segmento seja do universo do jovem empresário, como é o caso dessa empresa de curso preparatório, por exemplo. Eles visaram um público que busca por conhecimento, que é justamente o público do encontro. E essa é a segunda edição que teremos empresas expositoras. Ainda sobre estrutura, nós disponibilizamos cinco estandes na praça para alimentação, que irá contar com variedade de pratos para todos os gostos. Até o momento temos estandes de pizzaria, hambúrguer artesanal e sorvete.

Como você avalia a presença de expositores em meio a uma feira que discute conhecimento?
O expositor é importante para mostrar aos visitantes de Imperatriz e para os que vêm de fora a nossa diversidade de negócios, os produtos que temos e, lógico, ajudar a impulsionar o negócio dessas pessoas, encontrarem parceiros e, quem sabe, investidores. Esse ano nós reaproveitamos o formato do ano passado, reorganizando-o de acordo com o feedback que tivemos das pessoas que estiveram no evento. Sentimos a necessidade de colocar o palco na horizontal com seis metros de cumprimento e mais baixo para as pessoas acompanharem bem as palestras. Além disso, fizemos uma abertura para a praça de alimentação e organizamos os auditórios; antes, eram espalhados entre os estandes, então, colocamos todos os auditórios na parte de trás do Centro de Convenções, o palco central no meio e os expositores na frente.

E qual a expectativa do Conjove para o evento?
Esperamos a presença de mil jovens esse ano, basicamente o mesmo número do ano passado. Diferente da edição anterior, na qual tivemos a presença de muitos estudantes, esse ano, de fato, focamos no jovem empresário. Estudantes são bem-vindos, mas esse ano queremos focar na presença dos jovens empreendedores. No lançamento do evento tivemos a presença de 150 jovens empresários da cidade que não estão ligados a Conjove o que é
animador. Minha expectativa é trazer mais capacitação para o jovem empresário da nossa região. A gente tem muito que evoluir, que é um processo sempre contínuo. A maior expectativa é deixar um legado de capacitação de qualidade. A cidade ganha, o jovem empresário ganha, que consequentemente vai fazer mais negócios, então, todo mundo ganha. E o EMJE significa para Imperatriz a atuação de um movimento jovem que busca trazer mais capacitação e qualidade para o jovem empresário de Imperatriz.

E quem não é jovem empresário, o que ele pode encontrar no evento?
De repente ele está à procura de um norte para um negócio e vai encontrar aqui pessoas para conversar sobre empresas de diversas áreas. Aqui teremos muito networking, contato com outros empresários, inclusive de outros estados, então todo conhecimento é cumulativo. Essa troca de conhecimento é importante, independente se essa pessoa for jovem empresário ou não. Este ano teremos também uma ilha de startups nos dois dias do evento. Os detalhes ainda estão sendo definidos, mas basicamente elas irão mostrar seus projetos interagindo com o público, o que pode ser outra oportunidade para diálogos e trocas de experiências.

E como é fazer um evento de empreendedorismo em tempos de crise econômica?
O ano 2018 foi um ano bem desafiador e difícil de arrecadar patrocinadores. Muito se falou em crise, mas a gente conseguiu levantar os parceiros necessários para que o evento aconteça da melhor maneira possível com qualidade equivalente ou melhor do que foi no ano passado. O EMJE é uma oportunidade de vencer a crise no sentido de que conhecimento gera riqueza. Quanto mais capacitado você é, mais chances têm de superar as crises e os desafios. O networking também gera riqueza. Às vezes o contato que você tem e que você faz em um evento como esse pode facilitar a sua vida em um dado momento.

O que você destacaria na programação do evento?
A programação está incrível! Este ano a programação do palco central e do auditório serão intercalados: enquanto um acontece o outro para, e assim sucessivamente. Dessa forma as pessoas irão se concentrar em locais diferentes e poderão aproveitar toda a programação. No primeiro dia haverá uma rodada de quatro oficinas com quatro membros da Conaje. No segundo, com alguns profissionais de empresas parcerias, como a Embeleze, tratando sobre sucessão familiar, o que é uma grande realidade na nossa cidade; contamos também com a participação do Sebrae, tratando sobre marketing digital, por exemplo. Esse ano a programação foi pensada para atingir um público que não foi atingido no ano passado, os profissionais da área de mídia, como cinema, fotografia e mídia digital. Vale a pena ver a programação completa e todas as palestras e eventos agendados.

E quanto aos apoiadores, o que o Conjove destaca enquanto apoio para um evento como este?
Todos os patrocinadores estão contribuindo para o desenvolvimento de um estado que se torna cada vez mais forte. O movimento do jovem empresário em todo Brasil e no Maranhão é muito forte, mas ainda assim precisamos de apoio, para que continuemos crescendo. Esse tipo de apoio é muito importante para o desenvolvimento do movimento jovem e para o fomento da atividade. Nós sabemos que uma classe empresarial forte representa um estado forte, com mais oportunidades de negócios e mais pessoas capacitadas. Neste ano, o EMJE conta com apoio do Conselho da Mulher Empresária
(CME/ACII), da Confederação Nacional de Jovens Empresários (Conaje) e da Prefeitura de Imperatriz. A edição conta também com os patrocínios do Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Energia (Seinc), Banco do Nordeste, Governo Federal, Emap/Porto do Itaqui, Suzano Papel e Celulose, Sistema Mirante, Sebrae, Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (Fiema), Grupo Mateus, Escola de Advogados, Açailândia Cargas, Imperagro, Máximus Contabilidade, Hotbel Distribuidora, Lavest Moda Íntima, Mahogany, Friobom, El Shaddai Buffet e Eventos, Feirão dos Móveis, Doce Sedução, Tijuca, Projeto Fazer o Bem, Tinta Suprema, Chico Som, D’juju Malharia, Mega Telões, DVM Solar, Jamjoy, G3 Engenharia, Similares e Genéricos Dinâmica, RE Agência, Malhas kid, Educação Mudando Vidas, Atacadão JP, Potiguar, Agrimah, Unipeças, Baratão da Construção, Bem Bonita, Boulevard Pet Boutique, Tok Bolsas, Topázio, Protagonismo Jovem, Flex Viagens, Fiojeans, Oktos Cervejaria, Professor Marco Aurélio, Lala Florense, Hana Barbara, Franco Engenharia, Fogos Brasil, Canprint e Mercantil Araújo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário