segunda-feira, 24 de dezembro de 2018

Avanços na Assistência Social melhoram qualidade de vida da população

Facilidade de acesso aos serviços da Sedes marca ações implementadas pela gestão

por Maria Almeida

Ações e implementação de projetos, sem dúvida, mudaram pra melhor a vida de muitos imperatrizenses, principalmente de indivíduos e famílias em situação de vulnerabilidade social. Avanços conquistados pela Prefeitura de Imperatriz em 2018 são apontados em balanço feito pela gestão. Hoje, governo municipal executa na cidade ações realmente concretas de desenvolvimento social.
O fortalecimento da política de Segurança Alimentar e Nutricional, com pleno funcionamento do Restaurante Popular (cerca de 120 mil refeições foram servidas este ano), do Banco de Alimentos e do PAA - Programa de Aquisição de Alimentos (que  arrecadaram aproximadamente 190 mil toneladas, beneficiando quase 30. 000 pessoas), deu um salto no combate à fome e desperdício, suprindo a necessidade básica do ser humano de se alimentar de forma saudável. 
Na moradia, também considerado um direito social básico, Prefeitura devolveu o sonho da casa própria a milhares de famílias com inscrições para o sorteio de 1.000 Unidades Habitacionais no Residencial Juscelino Kubitschek, JK; e com a retomada, em abril, da construção de 2.920 casas no Residencial Canto da Serra. Foi criado ainda o Núcleo de Fiscalização do Minha Casa Minha vida para coibir prática de venda e aluguel dos imóveis entregues.
Entre os avanços destacados pela secretária, Janaína Ramos, estão ações como reformas, reparos e aquisição de materiais e equipamentos para os Centros de Referência em Assistência Social (Cras), Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), Abrigos e Programas, onde são atendidas famílias e pessoas que estão em situação de risco social ou tiveram seus direitos violados.
“Já estamos nos planejando para novas instalações, mas por enquanto, tomamos medidas emergenciais para oferecer condições de trabalho digna aos nossos servidores e estruturas mais adequadas ao atendimento dos nossos usuários. Algumas até simples, mas que facilitou substancialmente o acesso do cidadão aos nossos serviços à informação, como por exemplo, atendimento via ligações para o CREAS e os CRAS e via whatsaap para os Conselhos Tutelares” – explicou.
Nos Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, teve continuidade o projeto do coral “Sementes do Futuro” e iniciado novos, como os grupos de balé, xaxado e intercâmbio de grupos de capoeira e futebol entre os polos da zona rural e urbana. Foi criado também o “Construindo Cidadania”, que leva adolescentes de 14 a 17 anos para tirar sua documentação no Viva Cidadão. Além disso, foram entregues novos equipamentos permanentes aos polos, como tv´s, armários, bebedouros, mesas e caixa de som.
No Centro de Referência da Pessoa com Deficiência, CRPD, foi realizado treinamento físico dos usuários para participação em jogos; formação do banco de currículos da pessoa com deficiência, que viabiliza vagas de emprego, incluindo-os no mercado de trabalho. Houve também a expansão das aulas do Curso de Libras para funcionários de empresas da cidade.
Na Casa do Idoso Feliz, as ações se intensificaram e o público passou a contar com atividades diariamente. Diversos projetos foram implantados como soletrando e calculando com incentivo a leitura e ao calculo envolvendo as quatro operações, por meio de disputa saudável e divertida. Na área da saúde, foi disponibilizado aos idosos, semanalmente, atendimento com urologista, clínico geral e ginecologista, além de realização de preventivo do colo do útero. E o salão da alegria, onde são realizadas as principais atividades da casa, foi ampliado e climatizado.
O Programa Criança conseguiu, ainda em 2018, adesão para atendimento de mais 500 famílias que tem gestantes e crianças de até 3 anos de idade . Além disso, houve ampliação do programa para mais dois CRAS – Bacuri e Recanto Universitário.
Ainda relacionado à Assistência ao público infantil, ganharam destaque dentre as ações pelo selo UNICEF, a Realização do I Fórum Comunitário sobre as Políticas Públicas e Diálogo Participativo no município; Criação da Comissão Intersetorial Pelos Direitos da Infância e Adolescência do SELO edição 2017-2020; Criação do Núcleo de Estudo das Políticas Infantojuvenil de Imperatriz – NEPJUVI e Liberação de vale transportes para o núcleo de adolescentes para facilitar a participação efetiva dos mesmos nos encontros do Selo.
A Secretaria é composta por Centro de Referência de Assistência Social (CRAS); Centro de Referência Especializada de Assistência Social (CREAS); Banco de Alimentos; Bolsa Família; Casa da Criança; Casa de Passagem; Casa Lar; Casa do Idoso; Casa dos Conselhos, Centro de Referência da Pessoa com Deficiência (CRPD); Centro de Inclusão Econômico e Social de Imperatriz (CIESI); Conselhos Tutelares; Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV); Pronatec; Minha Casa Minha Vida; Restaurante Popular; Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro POP); Superintendência de Segurança Alimentar e Nutricional (Susan).

Imagens:

Nenhum comentário:

Postar um comentário