sexta-feira, 7 de dezembro de 2018

Hildo Rocha lamenta quebra de contrato entre Governo Federal e Universidade Estadual do Maranhão

O deputado federal Hildo Rocha lamentou a quebra de contrato entre a Secretaria Especial da Aquicultura e Pesca e a Universidade Estadual do Maranhão (UEMA). O acordo previa a implantação do Centro Multidisciplinar de Pesquisa e Extensão em Aquicultura (Cempea), do curso de Engenharia de Pesca.

O Cempea tem como objetivo promover, no ensino e extensão, a qualificação dos alunos dos cursos de graduação e nível médio do estado; capacitar e dar assistência técnica a produtores de todo o estado; promover pesquisas e estudos de novas espécies da pesca para cultivo; fazer a validação de produtos e desenvolvimento de novas formulações de rações.

A construção do prédio, que deveria abrigar as salas de aula e os laboratórios do Cempea, foi iniciado em 2011. Porém, três anos depois a obra foi paralisada. Hildo Rocha disse que a paralisação aconteceu em decorrência de mudanças da Pesca para diversos ministérios.

“Para atender a pleito de líder partidário a pesca foi deslocada para diversos ministérios. A secretaria, em 2015, já havia  perdido o status de Ministério e a política da pesca foi parar no Ministério da Agricultura. Em 2016 resolveram transferir a pesca para o Ministério da Indústria e Comércio, depois para a Casa Civil. Com isso  as obras do Cempea ficaram paralisadas por falta de pagamento e de interesse do secretário de pesca e aquicultura. Isso prejudicou muito Maranhão”, comentou o deputado.

Recursos retidos
Hildo Rocha ressaltou que apensar dos esforços do Reitor da Uema, os recursos ficaram retidos durante três anos. “Sou testemunha do esforço do reitor pois ele esteve várias vezes em Brasília, onde eu o acompanhei em audiências e reuniões em busca da liberação dos recursos. Mas, infelizmente a burocracia e a falta de interesse de algumas autoridades emperraram  a conquista desse grande benefício que deveria ter vindo para o Maranhão”, lamentou.

Maranhense na chefia do órgão
O parlamentar criticou a atuação do atual gestor da Secretaria da Pesca. “Mesmo sendo maranhense ele não conseguiu  fazer com que essa obra fosse concluída. Assim, o Maranhão perde, os estudantes e os produtores ficaram impedidos de se aperfeiçoar e ter assistência técnica mais adequada. Então, quero lamentar, profundamente, a quebra desse acordo que foi provocado pelo Governo Federal”, criticou Hildo Rocha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário