quarta-feira, 5 de dezembro de 2018

Votação altera regimento interno da Câmara Municipal de Imperatriz

O objetivo foi adiantar a aprovação de emendas que já haviam sido discutidas e em votação única limpar a pauta para novas discussões
Sidney Rodrigues - ASSIMP
Foto: Sidney Rodrigues
            Em uma grande concentração de esforços, na manhã de ontem (04) foram votadas todas as matérias que aguardavam aprovação de uma só vez. Matérias importantes e que já foram discutidas no plenário em outras sessões, para que a pauta de votações fosse limpa antes do recesso de final de ano. A mesa pediu destaque e foram votadas todas as emendas em conjunto.
            Lideranças partidárias e de bancadas seguindo comunicado do presidente José Carlos Soares Barros (PV) entraram em consenso e depois de ressalvas deu-se a votação. 
            Foram 28 modificações do pacote apresentado pela comissão especial da Reforma do Regimento Interno, que alterou ou aditou artigos e suprimiu alguns termos e normas. Esta comissão trabalha desde o começo do ano e foi auxiliada pela Comissão de Constituição e Justiça. Além do pacote, votado no todo, o plenário apreciou mais duas emendas.
            O pacote de emendas reúne sugestões de vereadores, técnicos e servidores da casa no projeto de resolução número 003/2018.
            Todas as emendas foram votadas e por unanimidade aprovadas com apenas uma alteração pedida pelo vereador Bebé Taxista (PEN), onde os líderes e vice líderes de governo serão vetados de presidir comissões, pois para ele “o legislador deve ser imparcial e não pode presidir comissões que sejam de interesse ou contrarias ao governo municipal. Ao ser conivente com algo positivo ou evitando algo negativo para o executivo, o edil deixa de ser imparcial”,disse.
            Rildo Amaral (SDD), vice-presidente da Câmara disse que a Comissão Especial regida pelo vereador Zesiel Ribeiro (PSDB), soube conduzir sabiamente as mudanças que eram necessárias juntamente com os demais vereadores, para que os diálogos acontecessem de forma ampla no parlamento. “Assim a Câmara votou as emendas acumuladas e a pauta foi adiantada. Podemos agora votar as matérias do executivo que chegarem, em tempo hábil antes do recesso”, finalizou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário