terça-feira, 12 de fevereiro de 2019

Coleta Seletiva ganha novos parceiros


Projeto já conta com 51 parceiros que destinam seus recicláveis para a Ascamari

por Léo Costa
Por relevância social e ambiental, a Coleta Seletiva vem ganhando adesões de novos parceiros, que contribuirão na destinação de resíduos para Associação de Catadores de Materiais Recicláveis de Imperatriz, Ascamari. O projeto vem sendo desenvolvido desde fevereiro de 2017, pela Prefeitura de Imperatriz, por meio da Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Semmarh.
“A parceria em torno da coleta seletiva, prevê dois aspectos importantes. Ambiental, devido o reaproveitamento de materiais que seriam descartados pela empresa parceira, e o socioeconômica, as famílias que dependem da cadeia produtiva da reciclagem, passam ter melhores condições de vida”, destacou Rosa Arruda, secretária de Meio Ambiente.
A Expresso Satélite Norte Ltda, empresa de transporte rodoviário que atua nas regiões Centro-oeste, Norte e Nordeste do Brasil, é a nova parceira da Coleta Seletiva na cidade. “A empresa está consciente de que não basta apenas atuar no ramo de negócios. É importante participar de ações ambientais e sociais e o projeto de coleta seletiva reflete positivamente na natureza e na vida de famílias de baixa renda”, falou Sérgio Negreiro, gerente regional de operações.
Com adesão da empresa Satélite Norte, o projeto de coleta seletiva passa a contar com 51 parceiros, entre empresas privadas, condomínios, agências bancárias, escolas e instituições em geral. Durante a adesão, a Secretaria de Meio Ambiente realizou capacitação aos funcionários que irão atuar na coleta.
“A cada parceria firmada, aproveitamos o momento para reforçar as informações de que resíduos perigosos não devem ser destinados para o lixo comum ou coleta seletiva, devendo-se contratar uma empresa especializada em tratamento destes resíduos. Na ocasião, também passamos instruções sobre o correto acondicionamento dos resíduos recicláveis, papel, metal, plástico e vidro, bem como a maneira certa de separação e descarte desses materiais”, informou Jairo Sant'Ana, gestor ambiental da Secretaria de Meio Ambiente.
Coleta Seletiva 

Em 2018 a coleta seletiva alcançou quase 263 toneladas de recicláveis, beneficiando cerca de 200 famílias que vivem em situação de vulnerabilidade social e têm na coleta de resíduos sua principal fonte de renda.
O projeto consiste em um sistema de recolhimento de materiais recicláveis descartados por pessoas ou empresas, separados em papéis, plásticos, metais e orgânicos. A cidade oferece 15 Pontos de Entrega Voluntária, PEVs, que recolhem resíduos que ainda podem ser reutilizados.
A Lei Federal nº 12.305/2010, instituiu a Política Nacional de Resíduos Sólidos, PNRS, e impôs ao setor público e privado uma maneira de como lidar com a destinação final desses resíduos sólidos. Para manter contato com a equipe da Coleta Seletiva, os interessados podem ligar no Disque Coleta; 99218-4275 ou na empresa Sellix Ambiental, 99191-9180.

Imagens:

Nenhum comentário:

Postar um comentário