quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019

INTEGRAR


MPMA e UEMA fazem parceria para execução do Projeto Café Sustentável


Na tarde desta terça-feira, 12, a Assessoria de Gestão Ambiental da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) apresentou o projeto Café Sustentável.
O procurador-geral de justiça, Luiz Gonzaga Martins Coelho; o vice-reitor da UEMA, Walter Canales Sant’ana; o diretor da Secretaria de Planejamento do MPMA, Raimundo Nonato Leite Filho e demais integrantes da Ecoliga participaram da reunião, que aconteceu na sede da Procuradoria Geral de Justiça.
A finalidade do projeto é promover o destino correto para a borra de café associado a resíduos orgânicos. Isto será feito a partir da reutilização e compostagem da borra de café.
As etapas seguintes incluem atividades de capacitação (como palestras, minicursos e oficinas) e implantação de uma Unidade de Compostagem e Produção de Mudas. A capacitação será feita por professores e técnicos da Universidade Estadual do Maranhão.
O procurador-geral de justiça afirmou que “a parceria institucional é essencial para o sucesso dessa iniciativa. Disponibilizaremos o espaço físico do MPMA para que seja realizada a capacitação de membros, servidores e terceirizados. Nosso objetivo é envolver o maior número possível de pessoas nesse projeto”.
ETAPAS
O lançamento do projeto acontecerá em 19 de março, na sede da Procuradoria Geral de Justiça. Neste dia, também acontecerá a primeira fase da sensibilização, para membros, servidores e terceirizados.
Os minicursos estão agendados para os meses de abril, maio e junho. Os temas serão compostagem, jardinagem e horta vertical. Nos meses de abril e junho também acontecerão as oficinas de reuso da borra de café e produção de mudas.
INTEGRAR
O projeto Café Sustentável faz parte do programa Integrar, desenvolvido pelo Ministério Público do Maranhão.
Implantado em 2016, o Integrar busca desenvolver uma série de ações voltadas à preservação do meio ambiente e, consequentemente, à racionalização dos recursos públicos disponíveis.
O projeto Integrar foi premiado pelo Ministério do Meio Ambiente no ano de 2018, obtendo a segunda colocação no prêmio A3P com o projeto "Qualidade de Vida no trabalho"
Redação: CCOM-MPMA

Nenhum comentário:

Postar um comentário