quinta-feira, 4 de abril de 2019

Novo líder do PCdoB diz que prioridade do partido é ser oposição ao governo Bolsonaro


Partido tem nove deputados e será liderado agora pelo deputado Daniel Almeida
O novo líder do PCdoB, deputado Daniel Almeida (BA), afirmou que a prioridade do partido nesta legislatura é se contrapor à agenda do presidente da República, Jair Bolsonaro. "Não acreditamos nela”, justifica. “Na área econômica tem uma sinalização de privatização generalizada e nós somos contra privatizar o setor elétrico, Petrobras, Banco do Brasil, Caixa Econômica e outras ações que eles pretendem fazer."
O líder disse, ainda, que o partido se opõe à reforma da Previdência porque a proposta será pior para quem precisa de apoio dos recursos públicos na aposentadoria. "Eles dizem que é para acabar com os privilégios, mas na verdade é para maltratar os pobres. Nós não podemos aceitar o desmonte que a reforma da Previdência propõe, que é acabar com a previdência pública e entregar ao sistema financeiro", criticou o novo líder.
Daniel Almeida também adiantou que o partido pretende debater o projeto de lei anticrime, apresentado pelo ministro da Justiça, Sérgio Moro. O pacote anticrime do governo altera 14 leis, incluindo o Código Penal. Segundo o líder, combater a corrupção é prioridade para o PCdoB, mas sem aumentar o grau de violência.
A bancada atual do PCdoB tem 9 deputados, um a menos que nas eleições de 2014, e um deles foi eleito pelo PPL, partido que foi incorporado ao PCdoB após a última eleição.
Reportagem – Nicole Mattiello 
Edição – Natalia Doederlein

Nenhum comentário:

Postar um comentário