terça-feira, 2 de abril de 2019

Prefeitura, Coodesu e Ascamari discutem fortalecimento dos catadores de recicláveis

RECICLÁVEIS


Trabalho envolve aquisição de equipamentos e cursos de capacitação profissional por meio do Pró-catadores

por Léo Costa

A Prefeitura de Imperatriz, por meio da Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Semmarh, Cooperativa de Trabalho para o Desenvolvimento Sustentável, Coodesu, e Associação de Catadores de Materiais Recicláveis de Imperatriz, Ascamari, discutiram na manhã desta terça-feira, 02, sobre o fortalecimento da categoria. A reunião aconteceu no Complexo Administrativo Doutor Carlos Gomes de Amorim. 
“Tudo que vem para potencializar a economia do nosso município terá o apoio da Prefeitura. Esse encontro é uma continuidade do plano de ação do Pró-catadores, onde Poder Público Municipal, Coodesu e Ascamari, tem se reunido para discutir o fortalecimento do trabalho dos catadores de Imperatriz”, destacou Rosa Arruda, titular da Semmarh.
O trabalho envolve aquisição de equipamentos e cursos de capacitação profissional dos catadores de materiais recicláveis, através do Projeto Pró-catadores, da Secretária de Estado do Trabalho e Economia Solidária, Setres, que dentre as ações prevê treinamento, formação, assessoria técnica, aquisição de equipamentos, máquinas e veículos, implantação e adaptação de infraestrutura física e a organização de redes de comercialização e cadeias produtivas integradas por cooperativas e associações de trabalhadores.
“O próximo passo será o encaminhamento de um relatório para Setres relatando as necessidades da Ascamari. Um dos principais objetivos do programa é justamente atuar na melhoria das condições de trabalho, ampliando as oportunidades de inclusão social e econômica dos catadores de materiais reutilizáveis e recicláveis”, pontou Claudia Balbino Lins, técnica da Coodesu.
Segundo o presidente da Associação de Catadores de Materiais Recicláveis de Imperatriz, José Ferreira, a prioridade nesse momento da Ascamari é aquisição de 01 prensa de alto potência com capacidade para 80 toneladas, 01 esteira e 01 balança. “Com esses equipamentos teremos condições de ampliar a capacidade de produção da nossa associação, podendo chegar a uma média de oitenta toneladas de material prensado por mês. Com isso vamos melhorar também a renda dos nossos catadores”, disse José Ferreira.
Além de Imperatriz mais 14 municípios estão sendo atendidos pelo Projeto Pró-Catadores, sendo eles, São Luís, Paço do Lumiar, São José de Ribamar, Tutóia, Barreirinhas, Viana, Santa Luzia do Tide, Santa Inês, Balsas, Bacabal, Codó, Caxias, Açailândia e Chapadinha.
Durante a reunião também ficou definida o dia 11 de abril como data para um intercâmbio entre catadores de materiais recicláveis de Imperatriz e Açailândia, promotores e secretários municipais do Meio Ambiente dos dois municípios. O acontecimento será, às 9h, na sede do Ministério Público Estadual, MPE, rua Piracicaba, 271-401, Parque Sanharol, em Imperatriz. Após o encontro os participantes realizam visitas a sede da Ascamari, Avenida Cacauzinho, s/n, Recanto Universitário, Vila Fiquene, Pontos de Entregas Voluntárias, PEVs e empresas parceiras.

Imagens:

Nenhum comentário:

Postar um comentário