segunda-feira, 20 de maio de 2019

Pacientes da saúde mental participam de torneio intermunicipal


Torneio de futsal e queimada foi realizado no complexo esportivo Barjonas Lobão

por João Rodrigues

Usuários e servidores de Centros de Atenção Psicossocial, CAPs, participaram nesta sexta-feira, 17, no Complexo Esportivo Barjonas Lobão, do I Torneio Intermunicipal em alusão da Luta Antimanicomial que tem como data de referência o Dia 18 de maio.
Promovido pela Secretaria Municipal de Saúde, Semus, por meio da Rede de Saúde Metal, o evento reuniu equipes de Imperatriz e Açailândia nas categorias de futsal e queimada.
Presente à solenidade de abertura do torneio, ao lado da secretária adjunta Mariana Jales, o secretário de saúde, Alair Firmiano disse que o evento vai muito além do esporte.
“Esse evento mostra que essas pessoas são capazes de se divertir, praticar esportes, de viver uma vida normal. Então isso, nos mostra que elas não merecem ficar trancadas em manicômios e sim serem inseridas na sociedade”, ressaltou Alair Firmiano. O titular da Semus acrescentou que se sentia honrado em participar do primeiro evento esportivo para usuários desde a criação da rede de saúde mental de Imperatriz com a participação de assistidos pelo CAPs em Açailândia.
Para o coordenador do CAPs III, Robson Mariano Oliveira Silva, participar diretamente da organização do evento foi algo desafiador. ”Não é fácil você promover esporte na saúde mental, para os usuários, tivemos que trabalhar muito com eles sobre atividades físicas e regras para chegar até aqui e trazer outros usuários da região”, avaliou Robson.
A coordenadora da rede de saúde mental, Kátia Carvalho disse que o torneio é um sonho que se realiza que pretende mostrar para a população o que os usuários da rede de saúde mental são capazes de fazer e evitar internações psiquiátricas de longa permanência.
“Essa é a nossa luta e dizer que o tratamento é humanizado, é diário, os CAPs estão de portas abertas para receber todo o público que faz tratamento e com muito respeito”, revelou.
Terapeuta ocupacional em Açailândia, Vanessa Resplandes se disse feliz em trazer para Imperatriz o grupo de pessoas assistidas pelo CAPs em sua cidade, o que segundo ela, foi um acontecimento para aquelas pessoas que já tinha vindo a cidade, mas para internações. O vereador Adhemar Freitas Jr., elogiou projeto elaborado por servidores da saúde mental em prol da inclusão de pessoas com sofrimento psíquico. Ele doou o uniforme para os times de usuários de Imperatriz.
A competição
A abertura foi com pompa, com direito a participação da Banda do 50º Batalhão de Infantaria de Selva, 50 BIS, além de apoio de acadêmicos de três faculdades de Imperatriz. Também teve torcida nas arquibancadas e muita alegria e diversão.

Imagens:

Nenhum comentário:

Postar um comentário