quinta-feira, 13 de junho de 2019

Contra fake news, Prefeitura “abre” Socorrão

TRANSPARÊNCIA

Comerciais com personagens reais mostram que Hospital salva vidas

por Assessoria de Comunicação

A onda de fake news  levantada com ataques diversos nas redes sociais contra o Hospital Municipal de Imperatriz, Socorrão, por vereadores da oposição e blogueiros orquestrados, com a finalidade de criar clima para uma CPI, Comissão Parlamentar de Inquérito, levou a prefeitura a apressar medidas de transparência total que vão da disponibilização de imagens internas e externas, em tempo real, no portal oficial,  até a exibição de comerciais protagonizados por gente que só está viva porque foi atendida ali – depois de grave acidente ou de uma situação emergencial causada por AVC, ataque cardíaco ou aneurisma.
Nos últimos dias, vereadores que querem a CPI, em sintonia com blogueiros que lhes prestam serviços, produziram, por exemplo, imagens de uma idosa que veio de outro município e deu entrada no Socorrão em estado gravíssimo, que desceu do leito que ocupava em uma das enfermarias e, em momento de alucinação, deitou-se ao chão. A fake news político-eleitoreira quis dizer que a senhora morreu sem ter um leito para ser atendida.
Noutra, apoiados por um médico que dominou o serviço de ortopedia do Socorrão durante 8 anos e hoje não tem mais aquela fonte de renda e lucros, insistiram em mostrar vídeos de um cidadão operado, inclusive com a fixação de aparelhos caríssimos para consolidar uma fratura de tíbia, como se o mesmo estivesse à espera de atendimento. Ontem, dia da instalação da CPI, “denunciaram” que paciente de ambulatório, com fratura de braço, “foi mandado para casa”, como se casos como esse fossem de internação.
"O desserviço é tamanho que a população já está ficando angustiada, temendo não ter, de fato, a retaguarda do Socorrão, quando na realidade funciona tudo. Se tivemos uma crise de abastecimento de alguns medicamentos, isso se deu num curto espaço de tempo e em razão de questões burocráticas já superadas. Tivemos que agir, emergencialmente, anunciando a situação regular do hospital e mandando abrir imagens, para quem quiser, e de onde estiver, veja o que de fato se passa ali – disse o prefeito Assis Ramos, referindo-se, também, ao sistema de câmaras que estarão ligadas a partir da semana que vem.
O primeiro vídeo emergencial, para abrandar o pânico coletivo, mostra avanços como a climatização da enfermarias e o novo centro de tratamento de doenças do coração, único público do Maranhão; o segundo apresenta o testemunho de um homem que sofreu acidente gravíssimo na Estrada do Arroz e que permaneceu 42 dias internado, 28 dos quais na UTI, e que saiu de lá 100% recuperado.

Imagens:

Nenhum comentário:

Postar um comentário