segunda-feira, 10 de junho de 2019

Escola Municipal Darcy Ribeiro se destaca no Karatê


Cerca de 100 alunos-atletas de quase 20 escolas públicas e particulares participaram da competição

por Léo Costa

Promovido pela Prefeitura de Imperatriz, por meio da Secretaria de Esportes, Lazer e Juventude, Sedel, foi realizada na tarde/noite de sábado, 8, a competição de Karatê, umas das 23 modalidades da 38ª edição dos Jogos Escolares de Imperatriz, JEI´s.
As disputas aconteceram no ginásio de esportes do Colégio Delta, com a participação de cerca de 100 alunos-atletas de quase 20 escolas das redes municipal, estadual e particular de ensino. Ficaram no topo da competição o Colégio Delta, Centro Educacional Balão Mágico, Cebama; com destaque para a Escola Municipal Darcy Ribeiro, com números aproximados de medalhas, entre ouro, prata e bronze, de 27, 23 e 20.  
De acordo com o coordenador da modalidade dos JEI´s e presidente da Federação de Karatê do Maranhão, sensei Nasser Jadão, os campeões Infantil/Infanto asseguraram vagas para a 47ª edição dos Jogos Escolares Maranhenses, JEM's, com data de abertura prevista para o dia 10 de agosto, em São Luís.   “Além de competirem em Imperatriz, os campeões das duas modalidades, Infantil/Infanto, também se classificam para o JEM´s. Por que hoje também esta servindo de seletiva para a competição a nível estadual”, informou.
Ouro na categoria infantil masculino, 12 a 14 anos. Paulo Vinicius, 12, aluno do Cebama, falou de sua felicidade pela conquista da medalha de ouro e a vaga nos JEM's 2019. “Estou muito feliz por ser campeão. A conquista é fruto da dedicação, do apoio dos meus pais, da minha escola e dos meus amigos. A minha medalha eu dedico a todos”, disse.
Além das categorias, Infantil, 12 a 14 anos, e Infanto, 15 e 17, com vagas para os JEM's, contou também com Pré-Mirim, 8 a 10, Mirim, 10 a 12, com masculino e feminino, individual e equipe, e Shiai Kumite, luta recreativa, individual, cerca de 40 no total. 
Karatê no Brasil
O Karatê foi introduzido no Brasil pela colônia japonesa em 1908, nas cidades de Pedro de Toledo, Biguá, Bastos, Maria e Graça, no litoral de São Paulo, devido as imigrações. Durante décadas, vindos da terra-mãe, os japoneses, dentre eles o professor Akamine, ensinavam a “arte da mão vazia” aos jovens nipônicos e aos poucos brasileiros que se interessavam.
A primeira academia de Karatê Shotokan no Brasil foi estabelecida oficialmente em 1956, com o Mestre Harada, mas, somente 1960, com a fundação da Associação Brasileira de Karatê, em São Paulo, pelo professor Shikan Akamine, a modalidade ganhou diversos adeptos.

Imagens:

Nenhum comentário:

Postar um comentário