terça-feira, 4 de junho de 2019

Palanque eleitoral



Vereadores de oposição e aliados do governo do estado tentam a todo custo embaraçar a administração do Assis Ramos com o sentido de beneficiar o candidato do governo a sucessão municipal e ontem realizaram um palanque eleitoral na Câmara mesmo sabendo que não havia como instalar a tão sonhada CPI da Saúde, mais espalharam som pela cidade e contrataram pessoas para irem as galerias e desta forma pressionar os vereadores a assinarem o tal pedido. Deram com os burros nágua. Mesmo constrangendo seus colegas, Bebê ex-Taxista não conseguiu êxito em sua tentativa de prejudicar a gestão. Foi chamado a atenção pelo que estava fazendo e ganhou a antipatia dos seus colegas por colocar eles contra quem estava nas galerias.
Duros
Os vereadores Ademar Freitas Jr.  Fabio Hernandez e Hamilton Miranda foram duros contra o grupo orientado pelo palácio e desmentiram as informações dadas por eles e q2ue estyaria motivando o pedido de CPI. Como por exemplo, os kits de curativos que foram comprados a 400 reais e o Aurélio espalha afirmando que custo que  a prefeitura cobra para fazer um curativo.
Palanque
“Não servirei de uso para exploração e campanha política, com mentiras e podem espalhar carro de som e nas redes sociais. Não assinarei CPI” Pontuou Ademar Freitas em seu discurso.
Caema
Já Ricardo Seidel ao assinar o pedido como havia prometido, disse que assinava para que fossem esclarecidas as coisas mais que ele não era caolho(via só por um olho) e que irá apresentar o pedido de CPI para apurar a situação da Caema que segundo ele tem muito o que ser esclarecido.
Curioso
Além de dizer que a Caema é a responsável direto por transmitir doenças, o vereador Ricardo Seidel disse que agora mais experiente não entregará o seu pedido em mãos de vereadores como ocorreu no primeiro pedido de CPI da Saúde e que tomou doril depois que entregou aos vereadores Ditola e Bebé. Ou seja, o pedido dele desapareceu e depois os dois deram como desculpa de que havia passado para a procuradoria e sumiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário