quinta-feira, 18 de julho de 2019

Prefeitura apresenta projeto arquitetônico da primeira escola do Habitar Brasil


Equipe da Secretaria Municipal de Educação reuniu comunidade do bairro na quarta-feira, 17

 por Kayla Pachêco

Expediente da Secretaria Municipal de Educação se estendeu até as 21h de quarta-feira. O motivo, apresentar à comunidade dos conjuntos Habitar Brasil I e II, o projeto arquitetônico do prédio que sediará a primeira escola municipal daquela localidade. A obra está entre as ações que serão executadas com recurso do acordo que o Município firmou com a União para liberação de verba do antigo Fundef.
Encontro realizado na sede da Associação de Moradores, reuniu lideranças comunitárias, professores que residem no bairro e pais de alunos matriculados em escolas da rede municipal. Acompanhado do chefe de gabinete da representação institucional de Imperatriz em Brasília, advogado Flávio Henrique; do engenheiro civil Pedro Nunes, responsável pelo Setor de Infraestrutura da Semed; e Magno Oliveira, do setor financeiro; o secretário municipal de Educação, Josenildo Ferreira, expôs aos presentes, detalhes do projeto e imagens de um prédio com a mesma estrutura da escola que será erguida em um espaço de 1.500 m², nas proximidades da associação.
"Essa será a primeira unidade construída com metodologia que usa material polímero com estruturas de concreto, cobertura metálica com telhas termoacústica, forro antichamas, toda climatizada, e com garantia de durabilidade, além de ser prático por levar menos tempo na execução da obra, de 100 a 120 dias. Os trâmites burocráticos para regularização da área já foram sanados, licenças ambientais e do CREA expedidas. O próximo passo será a licitação para escolha da empresa responsável", detalhou. 
De acordo com o secretário, todo o processo para liberação e aplicação da verba do precatório do Fundef está sendo acompanhado pelo Ministério Público. "Será formulada rede de fiscalização incluindo diversos órgãos de controle, inclusive o Conselho Municipal de Educação". 
Espaço com capacidade para 650 alunos, terá nove salas de aula, laboratório de informática, sala de recursos, biblioteca, setor administrativo, sala de professores, cozinha, refeitório, pátio coberto, e banheiros adaptados para pessoas com deficiência.
Além de viabilizar a construção da escola, na ocasião, o pastor Alex Silva, liderança do bairro, enfatizou a atenção que a gestão municipal tem dado a comunidades mais distantes da área central da cidade. "Há muitos anos nossa região não via um prefeito olhar pra nossa gente. O prefeito Assis Ramos concluiu o posto de saúde; revitalizou a quadra; a entrada do bairro, com os canteiros; melhorou o asfalto da Rua I; o campo ganhou calçamento e iluminação; está revitalizando a pracinha do seu Osvaldo; construindo a ponte da Vila Vitória; fazendo abertura das ruas do Habitar Brasil; e futuramente nossa escola estará aqui nesse terreno para mudar o futuro de nossos filhos e netos. É muita coisa em dois anos e meio, o que não víamos antes", comemorou.

Imagens:

Nenhum comentário:

Postar um comentário