sexta-feira, 23 de agosto de 2019

Macro Regional

O depoutado estadual Rildo Amaral participou ontem do aniversário de três anos do Hospital Macrorregional Dra. Ruth Noleto. Em sua fala ele fez  questão de Parabeniza o excelente trabalho realizado pelos funcionários, e anuncou a destinação de parte de suas emendas para cirurgias ortopédicas naquela unidade. O hospital atende cerca de 42 municípios da região sudoeste do estado, uma população estimada em 1,2 milhão de pessoas.

AGEMSUL articula Comitê para criação do Plano Juventude Viva em Imperatriz

Em reunião ocorrida na tarde de Quarta-feira (21) na sede da AGEMSUL, em Imperatriz, ficou acertado o cronograma de implantação do Comitê para criação do Plano Juventude Viva em Imperatriz que inicia nesta quinta-feira, dia 22, com um ciclo de palestras que ocorrem na UEMASUL. 
Além do presidente Frederico Ângelo que coordena a implantação, participaram a Chefe da Assessoria de Planejamento e Ações Estratégicas, Socorro Costa, o Advogado Marcos Paulo e a assessora Nataska. O comitê será responsável por construir, acompanhar e monitorar as ações do Plano Estadual e Municipal de enfrentamento à mortalidade da juventude negra na região, explica o presidente Frederico Ângelo. 
O projeto “Juventude Viva”, realizado em parceria com a Secretaria Nacional de Juventude a partir do Plano de Prevenção à Violência Contra a Juventude Negra, visa criar condições para superação dos impactos psicossociais gerados em suas famílias e combatendo a padronização da violência e a estigmatização do jovem negro.
Após acordo com a SEEJUV (Secretaria de Estado da Juventude) ficou a cargo da Agência Metropolitana a implantação do comitê na Região Tocantina a partir do envolvimento das instituições sociais, públicas e sociedade civil. O Comitê será responsável por construir, acompanhar e monitorar as ações do Plano Estadual e Municipal de enfrentamento à mortalidade da juventude negra na região.

Comissão de Relações Exteriores aprova acordo de Alcântara


A Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional aprovou acordo assinado entre o Brasil e os Estados Unidos sobre Salvaguardas Tecnológicas relativas ao uso do Centro Espacial de Alcântara, no Maranhão (MSC 208/2019).
O acordo estabelece regras para o uso do centro de Alcântara por países que utilizam tecnologia americana – presente em 80% dos componentes de foguetes e lançadores.
O acordo, assinado em 18 de março em Washington pelos presidentes dos Estados Unidos e do Brasil, Donald Trump e Jair Bolsonaro, foi aprovado por 21 votos favoráveis contra seis contrários.
Pablo Valadares/Câmara dos Deputados
Presidente da Comissão de Relações Exteriores, o deputado Eduardo Bolsonaro confirmou sua indicação para embaixada brasileira em Washington
O acordo contém cláusulas que protegem a tecnologia americana de lançamento de foguetes e estabelece normas de uso e circulação da base por técnicos brasileiros. De acordo com o relator, deputado Hildo Rocha (MDB-MA), o acordo beneficia o Brasil e o Maranhão.
“Este acordo vai permitir que a base se viabilize e não fere a soberania nacional. Pelo contrário: permite soberania na área de tecnologia espacial”, disse.
O texto contou com votos favoráveis de deputados de partidos da oposição como PSB, PDT e PCdoB – ao qual pertence o governador do Maranhão (MA), Flávio Dino. Os deputados do PT, porém, votaram contra. Para o líder do partido na comissão, deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), o acordo fere a soberania nacional e restringe o uso de Alcântara por países que não fazem parte do Regime de Controle de Tecnologia de Mísseis, como a China.
“Não podemos concordar ainda com outros dispositivos, como a proibição de o Brasil poder usar o dinheiro arrecadado com os lançamentos para desenvolver um veículo lançador”, disse.
O presidente da comissão, deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), comemorou a aprovação e destacou os votos favoráveis de deputados da oposição. “Isso prova que o projeto é bom. É bom para o Maranhão, para o desenvolvimento da região, é bom para os cofres públicos, é bom para a tecnologia nacional e é bom para os quilombolas que habitam a região. Ninguém quer privilegiar os Estados Unidos. Eles querem apenas resguardar seus segredos tecnológicos e não existe qualquer risco para a soberania nacional. A soberania nacional corre risco se nós continuarmos na dependência de outros países para lançarmos nossos satélites”, disse.
O acordo precisa ser aprovado ainda pelos Plenários da Câmara e do Senado.
Indicação
Depois da aprovação do acordo na comissão, Eduardo Bolsonaro afirmou que o presidente Jair Bolsonaro vai manter a indicação do nome dele para o cargo de embaixador do Brasil nos Estados Unidos, medida que precisa ser aprovada pelo Senado depois de oficializada – o que ainda não ocorreu.
Ele negou recuo da parte de Bolsonaro. “Nunca existiu qualquer possibilidade de recuo da minha indicação. Está mantida e cabe aos senadores aprovarem ou rejeitá-la”, disse.
Ele rebateu ainda a interpretação de que sua indicação, pelo fato de ser filho do presidente da República, se enquadrada como nepotismo. “A súmula vinculante do Supremo Tribunal Federal (STF) é clara e rejeita a possibilidade de nepotismo. A sabatina no Senado será um bom momento para mostrar que estou preparado para o cargo”, disse.
Reportagem - Lincon Macário
Edição - Antônio Vital

Câmara aprova projeto que regulamenta a vaquejada


O Plenário da Câmara dos Deputados concluiu nesta terça-feira (20) a votação do projeto de lei que regulamenta as práticas da vaquejada, do rodeio e do laço no Brasil (PL 8240/17). Os deputados rejeitaram três destaques do PT ao texto. A proposta será enviada à sanção presidencial.
Luis Macedo/Câmara dos Deputados
Deputados rejeitaram destaques que tentavam alterar o texto do projeto
O projeto é consequência da Emenda Constitucional 96, que, entre outros pontos, reconhece a vaquejada como um bem de natureza imaterial integrante do patrimônio cultural brasileiro. A emenda determinou a regulamentação da prática por uma lei específica, que assegure o bem-estar dos animais envolvidos.
De acordo com o texto aprovado, ficam reconhecidos o rodeio, a vaquejada e o laço como expressões esportivo-culturais pertencentes ao patrimônio cultural brasileiro de natureza imaterial, sendo atividades intrinsecamente ligadas à vida, à identidade, à ação e à memória de grupos formadores da sociedade brasileira.
Regras
A proposta aprovada nesta terça-feira define as modalidades que passam a ser reconhecidas como esportivas, equestres e tradicionais. Na lista estão, entre outras, o adestramento, o concurso completo de equitação, o enduro, o hipismo rural, as provas de laço e velocidade, a cavalgada, a cavalhada, o concurso de marcha, a corrida, as provas de rodeio e o polo equestre.
O texto determina ainda que deverão ser aprovados regulamentos específicos para o rodeio, a vaquejada, o laço e as demais provas equestres, por suas respectivas associações, no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Esses regulamentos terão de contemplar regras que assegurem a proteção e o bem-estar dos animais, e prever punições para os casos de descumprimento.
Sem prejuízo de outras leis que tratem do bem-estar dos animais, deve-se, em relação à vaquejada, assegurar água e alimentação suficiente sempre à disposição, assim como um local apropriado para o descanso. Também será necessário prevenir ferimentos e doenças por meio de instalações, ferramentas e utensílios adequados, além da prestação de assistência médico-veterinária.
Tatiana Azeviche/Governo da Bahia
Projeto prevê medidas que assegurem a proteção e o bem-estar dos animais
O projeto estabelece que os promotores de eventos utilizem protetores de cauda em todos os bois, além de garantirem uma quantidade mínima de areia lavada de 40 centímetros de profundidade na faixa em que acontece a pontuação.
O principal destaque apresentado ao texto condicionava esses eventos à apresentação de laudo de veterinário credenciado, além de acompanhamento e fiscalização por parte das entidades da sociedade civil de defesa dos animais.
DebatesLíder do Patriota, o deputado Fred Costa (Patriota-MG) foi um dos principais críticos da proposta, que chamou de um “atentado” contra animais. “Votar isso é admitir que, embora estejamos em 2019, pouco evoluiu o ser humano. Imagine puxar o rabo de um animal até que ele seja laçado ao chão, isso é normal?”, questionou.
Já o deputado Domingos Sávio (PSDB-MG) saiu em defesa da medida. Ele disse que é veterinário e sabe que os animais que participam dos esportes equestres são bem cuidados. “Esses animais são bem alimentados, bem cuidados”, disse.
Outros defensores citaram as culturas regionais. “Temos estados hegemônicos na prática de esporte equestres, que trazem renda e emprego às regiões”, disse o deputado André de Paula (PSD-PE).
Reportagem – Eduardo Piovesan e Carol Siqueira
Edição – Pierre Triboli

Cancelamento de reajuste da conta de luz em Tocantins é rejeitado por comissão

0

A Comissão de Minas e Energia rejeitou, nesta quarta-feira (21,) proposta da deputada Professora Dorinha Seabra Rezende (DEM-TO) que cancela o reajuste das tarifas de energia elétrica da Energisa Tocantins (ETO), autorizado em 2017 pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).
A rejeição foi recomendada pelo relator do Projeto de Decreto Legislativo (PDC714/17, deputado Carlos Henrique Gaguim (DEM-TO). Ele argumentou que a Aneel seguiu à risca a legislação regulatória ao autorizar o reajuste por meio de resolução.
Michel Jesus/Câmara dos Deputados
Gaguim; aliinhamento dos preços autorizado pelo poder público buscou satisfazer a prestação adequada do serviço público
Gaguim afirmou que o aumento considerou a variação dos custos da companhia distribuidora associados à prestação do serviço, à aquisição e à transmissão de energia elétrica, bem como os encargos setoriais. “O alinhamento dos preços autorizado pelo poder público buscou satisfazer a prestação adequada do serviço público”, disse.
A autora do projeto alega que o aumento, que ficou em média em 6,02%, foi calculado usando custos não previstos na legislação.
TramitaçãoO projeto ainda será analisado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania. A palavra final será do Plenário da Câmara, última etapa de tramitação.
Reportagem – Janary Júnior
Edição – Rachel Librelon

Maia anuncia comissão externa para acompanhar queimadas que atingem Amazônia

mentários

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, anunciou por meio de suas redes sociais nesta quinta-feira (22) que a Casa vai criar uma comissão externa para acompanhar as queimadas que atingem a Amazônia. Ele também informou que vai realizar uma comissão geral nos próximos dias para propor soluções ao governo sobre o incêndio que ocorre na região.“É importante para mantermos forte nossas exportações do agronegócio e preservar o nosso meio ambiente”, disse o presidente.
Aqua/NASA
Foto da Nasa com incêndios em Rondônia, Amazonas, Pará e Mato Grosso, em agosto
As queimadas na floresta Amazônica têm sido objeto de discussão no Plenário da Câmara nos últimos dias. Na sessão desta quarta-feira (21), o líder da oposição, deputado Alessandro Molon (PSB-RJ), e o deputado Raul Henry (MDB-PE), propuseram a realização da comissão geral.
Molon afirmou que o pedido foi aceito por Rodrigo Maia e disse ainda que o Parlamento tem que contribuir com esse debate para recuperar a imagem do País no exterior.
Reportagem – Luiz Gustavo Xavier
Edição - Natalia Doederlein

Conselho Superior do MPMA aprova remoções e promoção



Na sessão do Conselho Superior do Ministério Público do Estado do Maranhão realizada na manhã desta sexta-feira, 23, foram aprovadas três movimentações na carreira de promotores de justiça, todas pelo critério de antiguidade.

Na entrância inicial, o promotor de justiça Tiago Quintanilha Nogueira foi removido da Comarca de Itinga para assumir a Promotoria de Justiça de Cantanhede. Já o promotor Clodoaldo Nascimento Araújo foi promovido para a 1ª Promotoria de Justiça de Presidente Dutra, passando a integrar a entrância intermediária. Clodoaldo Araújo atuava na Comarca de Dom Pedro.

Na entrância intermediária, o promotor de justiça Lúcio Leonardo Froz Gomes foi removido para a 1ª Promotoria de Justiça de Lago da Pedra, deixando a 2ª Promotoria de Justiça de Santa Luzia.

Participaram da sessão o procurador-geral de justiça, Luiz Gonzaga Martins Coelho e os conselheiros Eduardo Jorge Hiluy Nicolau (corregedor-geral do MPMA), Francisco das Chagas Barros de Sousa, Mariléa Campos dos Santos Costa, Sandra Lúcia Mendes Alves Elouf, Domingas de Jesus Froz Gomes e Carlos Jorge Avelar Silva.

Conheça o Código de Postura do Município de Imperatriz

CONSCIENTIZAÇÃO

A organização pública garante benefícios para a população

por Ariel Rocha

O Código de Postura do Município de Imperatriz, instituído pela Lei n.º 850/97, estabelece uma série de medidas e condutas organizacionais na cidade. Ele rege sobre a higiene dos ambientes públicos e privados, uso das calçadas, execução de obras domiciliares, funcionamento de estabelecimentos comerciais no período noturno e entre outras atribuições. Equipes do departamento do Código de Postura, que funciona dentro da pasta da Secretaria de Planejamento Urbano, Seplu, realizam rondas diárias para vistoriar e notificar ações irregulares que implicam na utilização dos espaços da cidade.
Atualmente, as fiscalizações estão concentradas em obras sem alvará, obstrução de calçadas, ambulantes atuando de forma irregular, terrenos baldios, propagandas sem autorização e o não cumprimento do horário limite para funcionamento de bares e similares. Quando notificada por alguma dessas infrações, a pessoa responsável tem o prazo de 24 horas para comparecer no departamento, receber orientações adequadas do órgão e assinar um termo de compromisso.
De acordo com a coordenadora do Departamento do Código de Postura da Seplu, Maiara Nascimento, o foco não é somente fiscalizar e notificar os infratores, mas também conscientizar a sociedade de maneira geral. “Por exemplo, muitas pessoas não possuem o conhecimento sobre a necessidade de um alvará de construção para realizar uma obra ou reforma nos domicílios, mas as autorizações obrigatórias garantem a regularização e segurança de todos os envolvidos no processo”, explicou sobre uma das maiores ocorrências.
 Atualmente, as fiscalizações estão concentradas em obras sem alvará, obstrução de calçadas, ambulantes atuando de forma irregular, terrenos baldios, propagandas sem autorização e o não cumprimento do horário limite para funcionamento de bares e similares.
Um tipo de ocorrência que pode ter por consequência a notificação é a obstrução irregular das vias de passeio dos pedestres. Segundo o Código vigente, bares, sorveterias e lanchonetes só podem ocupar 50% das calçadas com suas mesas e cadeiras, isso após as 18h. Já os outros tipos de estabelecimentos estão proibidos de obstruir os espaços de passagem dos transeuntes, seja de qualquer forma.
Esse tipo de organização pública que as regulamentações necessárias instituem, garante benefícios para a população. “É de extrema importância ter um Código de Postura, pois ele disciplina, norteia e organiza toda a estrutura da cidade. Como ele é responsável por regular os costumes locais, então devemos propagá-lo ainda mais, assim o número de ocorrências com certeza irão diminuir”, completou a coordenadora.
No que diz respeito às autorizações da utilização dos espaços públicos para eventos, os indivíduos envolvidos devem também solicitar permissão. Seja ocupar uma praça para festividades ou fechar uma rua, todos necessitam de autorização. Para realizar a solicitação, os interessados devem ir até a Seplu, com documentos pessoais, comprovante de residência e caso seja uma solicitação em nome de uma empresa, o indivíduo deve apresentar o registro dessa empresa.
Denúncias de infração ao Código de Postura do Município podem ser realizadas na sede da Secretaria de Planejamento Urbano, entre 08h às 14h. A secretaria garante o anonimato do denunciante. O telefone é (99) 99132-0596. Também é possível registrar demanda de denúncia no site da ouvidoria do Município, pelo endereço: http://www.imperatriz.ma.gov.br/ouvidoria/
Quer saber mais sobre o Código de Postura do Município? Acesse:https://d2uzqu0gkpnx87.cloudfront.net/site/download/legislacao/02_lei_00850_97_codpostura

Seminário Estratégias Vencedoras - Conquiste clientes e faça bons negócios.


Sebrae reúne empresários para pensar estratégias de vendas de final de 
ano

Evento gratuito acontece de maneira simultânea em todas as regionais da instituição e Núcleos de Atendimento, no dia 29, a partir das 19h, com foco no trimestre de maior movimento para o comércio.
Cada vez mais as redes de relacionamento são usadas como estratégias de atendimento, vendas e fidelização de clientes por parte de grandes grupos empresariais que buscam seguir a nova ordem de conexão do mundo contemporâneo. Seguindo a tendência, o Sebrae Maranhão vai realizar um 
calendário específico de eventos empresariais neste segundo semestre com a proposta de dialogar, formar redes de relacionamento para fortalecer o vínculo institucional e prepará-los para o trimestre de maior movimentação de vendas, que traz datas como o Dia das Crianças, Black 
Friday e as festas de final de ano.
A primeira ação já acontece na próxima quinta-feira, 29, a partir das 19h, de maneira simultânea e gratuita em todas as sedes regionais do Sebrae no estado e Núcleos de Atendimento Empresarial. O Seminário “Estratégias Vencedoras: conquiste clientes e faça bons negócios” será 
um bate-papo com os empresários atendidos pela empresa ou potenciais clientes, seguido de palestra com estratégias e dicas práticas e momentos de integração.
“Cremos na formação de vínculos estratégicos e escolhemos esse modelo 
para nos comunicar de maneira diferenciada e mais direta com nosso público, dando oportunidade para que façam também outras conexões que possam ser vantajosas para seus negócios”, aponta o diretor técnico do Sebrae estadual, Mauro Borralho de Andrade, destacando que esse primeiro 
encontro terá o foco maior nas vendas, envolvendo empresas do setor do Comércio e Serviços.
O seminário será realizado pela área de Atendimento do Sebrae que já pensou nos demais eventos desse calendário específico de fidelização de clientes. Até o final do ano, o Sebrae realizará o Café Rural, Seminário Desafios do Crescimento e Seminário Digital das Micro e Pequenas Empresas – todos em suas regionais e Núcleos de Atendimento Empresarial; além da Semana do Cliente,de 09 a 13 de setembro, quando a instituição oferecerá uma série de consultorias especializadas nas áreas de planejamento, organização, gestão de pessoas, finanças e mercado.
“O traço comum que perpassa em todas essas ações de integração e capacitação da nossa rede de clientes será a inovação, a gestão e a competitividade. Queremos que nossas empresas sejam mais estratégicas, inovadoras, tecnológicas e sustentáveis, além de trabalharem com uma 
gestão orientada para resultados e focada no futuro. Dessa maneira, entendemos que os pequenos empreendimentos – tanto os urbanos quanto os rurais, podem ser mais lucrativos, competitivos, terem acesso a novos mercados, empregando mais e tendo uma maior colaboração para a economia do país”, enumera o diretor técnico.


Soluções empresariais

Para tornar possível esse caminho de sucesso para o empreendedor, oSebrae também vai apresentar nos eventos o seu portfólio de soluçõesempresariais nas mais diversas áreas com objetivo de oferecer aos clientes já atendidos ou potenciais ferramentas de conhecimento e de 
articulação necessárias para que possam estar conectados às novas tendências empresariais e
As ações do Sebrae vão ocorrer nas sedes de suas 11 regionais e Núcleos de Atendimento Empresarial, localizados nas cidades de São Luís, Pinheiro, Santa Inês, Bacabal, Rosário, Barreirinhas, Chapadinha, Caxias, Timon, Presidente Dutra, Imperatriz, Açailândia e Balsas.
A programação do Seminário “Estratégias Vencedoras - Conquiste clientes 
e faça bons negócios” pode ser conferida pelos interessados na Loja 
Virtual do Sebrae (https://loja.ma.sebrae.com.br

Kevin Baétz será atração de domingo no Verão A Gente Faz 2019

VERÃO 2019

O show acontece na praia do Cacau, a partir de 17h

por Rafael Pestana

O show do artista imperatrizense, ex vocalista da banda Baétz, ocorre no próximo domingo, 15 de agosto, a partir das 17h, na Praia do Cacau. A atração é organizada e patrocinada pela Prefeitura de Imperatriz, por meio da Fundação Cultural e faz parte da programação do período de veraneio 2019.
Kevin revela "é a primeira vez que vamos nos apresentar na Praia do Cacau e será um prazer muito grande. Nosso repertório é em sua maioria forró e sertanejo, porque é o que impera na cidade." O artista ressalta ainda que sua banda "também passeia por vários ritmos no show da praia, pois é um local que reúne pessoas de todos os estilos, que gostam de reggae, brega e funk também".
O presidente da Fundação Cultural de Imperatriz, José Carneiro Santos, o Buzuca, destaca que "essa é uma ação importante, nosso objetivo é valorizar a cultura dos cantores regionais, em especial os de Imperatriz. É importante darmos essa oportunidade para nossos artistas. A valorização da cultura local é um dos compromissos da gestão Assis Ramos".
Além de organizar e patrocinar a apresentação do cantor imperatrizense, que dá segmento ao cronograma de atividades culturais do Verão A Gente Faz 2019, a Prefeitura também se responsabilizou por toda logística do evento. O município garante estrutura completa de palco, som e iluminação, cedidos por meio da Fundação Cultural. 
A Prefeitura disponibiliza também a infraestrutura necessária não somente para realização do evento, mas também para garantir o conforto dos banhistas, trabalhadores e frequentadores da praia. Equipes de guarda-vidas e policiamento realizam trabalho constante e também são disponibilizados banheiros químicos, lixeiras e serviços de limpeza durante todo o período de veraneio.

Imagens:

Policiais participam de formação para acolhimento de mulheres em situação de violência


A palestra foi conduzida pela assistente social do Cram

por Islene Lima

Na manhã desta sexta-feira, 23, a Prefeitura em parceria com a Secretaria da Mulher, ofereceu palestra para Policias Civis e Militares sobre enfrentamento à Violência Contra a Mulher. Evento integra curso de capacitação, voltado para as técnicas, e como o policial deve trabalhar em relação a casos de mulheres em situação de risco. O curso foi promovido pela Academia de Polícia Civil do Maranhão, Acadepol-MA. Juízas, delegadas, psicóloga e assistente social contribuíram para o desenvolvimento da iniciativa que iniciou na segunda-feira, 19 de agosto. 
Para a assistente social do Centro de Referência de Atendimento à Mulher, Cram, Sueli Barbosa, que ministrou a palestra, ações como essa em parceria com outros órgãos, ajudam na construção e desconstrução, quando o assunto é violência contra mulher.
“Ter essa proximidade entre os policiais e contribuir para a discussão de forma mais clara com dados e histórias que chegam, tanto no Cram, como na Casa Abrigo, fomenta uma análise mais sensível sobre o assunto sem tantos julgamentos”.
A assistente social ressaltou também, que na palestra foi apresentado aos policiais, as redes de enfrentamento, para que os militares tenham conhecimento que existe uma rede de serviços em Imperatriz. “Aqui estamos mostrando que é possível acessar a rede de enfrentamento à violência doméstica, reforçando o papel deles enquanto policiais, ou seja, essa iniciativa é o primeiro passo para que as mulheres sejam acolhidas de forma correta pela justiça”, afirma.
Para a militar, Poliana Gomes, do 12° batalhão do Estreito, participar de cursos como esse é de suma importância, já que a demanda é muito grande quando o assunto é violência contra mulher. “Está sendo de valor inestimável participar dessa capacitação. Infelizmente muitas mulheres sofrem com violência que não é só física, então ter essa preparação mais humanizada sobre a temática vai possibilitar uma contribuição mais eficaz”, explica.
Vale lembrar que a Delegacia juntamente com a rede de enfrentamento são as principais portas de entrada para denúncias, e qualquer mulher que sofrer violência, ou qualquer pessoa que presenciar algum tipo de violência contra mulher, pode ligar tanto no 190 assim como no 180 que sua identidade será totalmente resguardada.


Imagens:

Arrastão da Limpeza leva frentes de serviços para praias e praças

LIMPEZA PÚBLICA

Secretaria de Limpeza Pública, intensifica os serviços em diversos pontos da cidade

por Rafael Pestana

Nesta sexta-feira, 23 de agosto, a Prefeitura de Imperatriz, por méio da Secretaria de Limpeza Pública, SLP, leva equipes do Arrastão da Limpeza para praias, praças e bairros da cidade. Além de dar continuidade aos trabalhos, o objetivo é preparar a cidade para o aumento da movimentação do final de semana.
Para garantir beleza e comodidade para a população que aproveita o final de semana para se divertir, a Secretaria de Limpeza Pública está com as frentes de serviços nas praias do Meio e do Cacau, nas praças da Voz, Frei Damião, Calango, Viola e São Miguel. A ação ocorre também na BR-010, no viaduto, Centro, e nos bairros São José e Brasil Novo.
 "Sabemos que com a proximidade do final de semana, muitos imperatrizenses procuram as praias ou até mesmo as praças para relaxar e se divertir com as suas famílias. Por tanto, intensificamos os serviços de limpeza nessas áreas, sem deixar de lado os bairros. Manter a cidade limpa e organizada, uma das principais pautas da gestão do prefeito Assis Ramos", destaca Alan Johnes, secretário de Limpeza Pública de Imperatriz. 
Nos bairros, as equipes de limpeza realizam varrição manual, remoção de pontas de lixo e entulhos no Centro, Bacuri e Nova Imperatriz.  As equipes responsáveis pela poda de árvores, coleta e transporte de resíduos de gralharias e resíduos verdes, atuam no Centro e nos bairros Bacuri e Nova Imperatriz. O Cata-Treco cumpre agenda no São José, Vila Lobão e Vila Nova, realizando a coleta de móveis e outros bens inutilizáveis, evitando que esses materiais sejam descartados de forma errada. 

Imagens: