sexta-feira, 9 de agosto de 2019

Unidade Coronariana do Hospital de Imperatriz reduz risco de mortalidade em pacientes internados

SAÚDE

A taxa de mortalidade de 70%, caiu para 10%

por Islene Lima

A Unidade Coronariana e Semi Intensiva Cardiovascular do Hospital Municipal de Imperatriz, HMI, foi inaugurada dia 21 de maio deste ano. Esta é a a primeira Unidade do Sul do Maranhão em um hospital público e, de acordo com a direção do hospital, até junho 69 pacientes já foram atendidos, o que reduziu a taxa de mortalidade para 10% aos pacientes que sofrem de problemas cardiológicos e necessitam de cuidados intensivos.
Segundo dados da Secretária Municipal de Saúde, Semus, de 28 de maio a 23 de julho, a unidade recebeu pacientes de Imperatriz, Açailândia, Barra do Corda, Vila Nova dos Martírios, Estreito, Sambaiba, Ribeirãozinho, São Pedro da Água Branca, Bom Jesus das Selvas, Rondon/PA, Carolina, Formosa, Davinópolis, Fernando Falcão, João Lisboa, Porto Franco e Fortaleza das Nogueiras. O que só reforça a necessidade de assistência especializada a pacientes com eventos cardíacos.
A unidade conta com três leitos, monitores cardíacos, respiradores, bombas de infusão, aspiradores, além de profissionais capacitados que dão suporte necessário para o paciente.
Para o prefeito Assis Ramos, a unidade é mais um esforço da gestão em melhorar a qualidade dos serviços em saúde. “Por ser a primeira Unidade do Sul do Maranhão de um hospital público, eu já imaginava que o fluxo de pessoas seria grande. Os equipamentos são de primeira linha e a Prefeitura ofereceu treinamento para médicos, enfermeiros, técnicos em enfermagem, fisioterapeutas e demais profissionais que recebem os pacientes na entrada do pronto socorro para adulto. Tudo foi planejado para que o serviço prestado à população fosse o melhor possível, e tem sido”.
De acordo com a Diretora-geral do HMI, Marília Carvalho, caso a unidade não existisse em Imperatriz, a taxa de mortalidade seria de até 70%, isso devido à urgência de alguns casos. “A atenção clínica aos pacientes é uma prioridade, por isso realizamos reuniões com a equipe assistencial com frequência. O objetivo é discutir principalmente as condutas diagnosticadas e terapêuticas para oferecer um atendimento com qualidade, possibilitando mais chances de recuperação e de vida a todos”.

Imagens:

Nenhum comentário:

Postar um comentário