quinta-feira, 26 de setembro de 2019

13 municípios se reúnem para discutir ações estratégicas do PETI

ÃO AO TRABALHO INFANTIL

Erradicar o trabalho infantil na região tocantina é um dos objetivos do encontro

por Sara Batalha

A Secretaria Adjunta de Estado de Assistência Social, através da Superintendência de Proteção Social Especial, realizou, na manhã desta quarta-feira, 25, no auditório da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, Sedes, uma reunião técnica regionalizada das Ações Estratégicas do PETI. A atividade continua até quinta-feira, 26, das 8h às 17h, e tem objetivo de apoiar e assessorar os municípios desta região, para acelerar a identificação e retirada de crianças e adolescentes do trabalho precoce, bem como, envolvê-los em programas e atividades da Política de Assistência Social.
De acordo com a secretária da Sedes, Janaína Ramos, “a questão do trabalho infantil está bastante deturpada, as pessoas confundem muito. Enquanto a assistência social busca combater o trabalho infantil, algumas pessoas pensam que o como caminho mais certo é se deixam levar pelo velho ditado: é melhor trabalhar do que roubar. Mas nós, enquanto gestores, sabemos que o melhor caminho para a criança e o adolescente é estudar e brincar, para que mais na frente, eles tenham um futuro garantido”, ressaltou a secretária.
A supervisora da Proteção Social Especial, Wuerllayne Amorim, afirma que “estes serão dois dias excelentes de trabalho. Juntos vamos buscar construir novas estratégias para combater o trabalho infantil, que ainda é um dos nossos maiores problemas sociais”, explicou.
A programação também tem o objetivo de fortalecer os municípios na execução de suas ações pró-selo Estadual: Município sem Trabalho Infantil. E no próximo mês, outro encontro com os mesmos representantes e mais 23 municípios, ocorrerá na capital São Luís.

Imagens:

Nenhum comentário:

Postar um comentário