segunda-feira, 30 de setembro de 2019

Prefeitura cumpre mais uma atividade do desafio do Selo Unicef

SELO UNICEF

Projeto de lei que garante esporte com acessibilidade foi assinado pelo prefeito Assis Ramos

por Ariel Rocha

Para garantir o direito do esporte seguro e inclusivo para crianças e adolescentes com deficiência, a Prefeitura cumpriu nesta segunda-feira, 30, a quinta atividade relacionada ao desafio do Selo Unicef. Membros das secretarias do Desenvolvimento Social, Sedes, e Esporte, Lazer e Juventude, Sedel, em conjunto com o Núcleo de Estudo da Política Infanto Juvenil de Imperatriz, Nepijuvi, estiveram no gabinete do prefeito Assis Ramos para a assinatura do projeto de lei que garante a acessibilidade no esporte. A ocasião contou também com a presença do articulador oficial do Selo no município, Alberto Clézio.
A proposta de lei institui as Paralimpíadas dentro dos Jogos Escolares de Imperatriz, que irá garantir a promoção e a permanência de crianças e adolescentes com deficiência no maior evento esportivo da cidade. Esse desafio é o quinto de oito que devem ser cumpridos para garantir a certificação de Imperatriz pela Unicef. O Selo é uma iniciativa do Fundo das Nações Unidas, voltada à redução das desigualdades e à garantia dos direitos previstos na Convenção sobre os Direitos da Criança e no Estatuto da Criança e do Adolescente, ECA. 
O atual ciclo do selo começou em 2017 e vai até 2020. Para a secretária da Sedes, Janaína Ramos, garantir em lei a prática do esporte inclusivo, no qual pessoas com deficiência participem e se sintam englobadas, é um grande avanço. "Hoje conversamos sobre questões importantes que envolvem a inclusão e a acessibilidade. É uma alegria imensa para a gestão Assis Ramos ver cada atividade e desafio do Selo Unicef sendo cumpridos", afirmou. 
Encaminhado para a Câmara de Vereadores, o projeto de lei ainda será votado. Mas as expectativas são positivas, pois a instauração dessa articulação representa uma importante conquista para aqueles que precisam. Segundo o secretário da Sedel, Luiz Gonzaga, o projeto traz mais um passo rumo a conquista da certificação para o município. "Mais uma etapa foi avançada. Além de trazer a premiação para mais perto da gente, temos o fator da inclusão social dessas pessoas, que é a razão de maior relevância dentro do projeto", explicou. 
Ao participar da iniciativa do Selo Unicef, Imperatriz se compromete a enfrentar os principais problemas que afetam a população entre 0 e 18 anos incompletos. Durante a assinatura do documento, o Nepijuvi entregou ao secretário da Sedel o mapeamento da situação de acessibilidade dos espaços esportivos da municipalidade. De acordo com o articulador do projeto no município, Alberto Clézio, foi entregue um relatório que solicita reparos necessários nos locais que precisam. "Quem ganha com isso não é apenas a gestão ou o Núcleo, mas toda criança e adolescente que precisa ser incluso e participar das atividadedes esportivas ", completou. 


Imagens:

Nenhum comentário:

Postar um comentário