terça-feira, 17 de setembro de 2019

Secretaria da Mulher divulga balanço de atividades do primeiro semestre

BALANÇO

De janeiro até 30 de agosto, 403 mulheres foram atendidas

por Islene Lima

A Prefeitura por meio da Secretaria Municipal de Políticas para Mulher, SMPM, trabalha para que os índices de mulheres em situação de risco sejam totalmente extintos. Diante disso, a Secretaria em parceria com diversos órgãos vem realizando ações, campanhas de prevenção, atividades e várias palestras.
Segundo a secretária Edna Ventura, só nesse primeiro semestre, de janeiro até 30 de agosto, 403 mulheres foram atendidas por meio dos serviços do órgão. “Esse número é um recorde para nós, algumas pessoas podem achar que diante dessa expressiva procura nada mudou ou até piorou, porém para nós que acompanhamos essas mulheres, isso significa um grande passo para o recomeço”, afirma.
Vale ressaltar que desde 2016 a SMPM realiza ações em prol de mulheres em situação de risco, e o número de atendimento foi só crescendo. “Em 2016 recebemos 89, 2017 foram 185 mulheres e 2018 fechamos com 368 atendimentos. Esses números mostram o nosso trabalho, e a responsabilidade do prefeito Assis Ramos, que sempre nos apóia em todas as ações e atividades”, explica Edna.
Ainda segundo ela, nesse primeiro semestre, foi oferecido reuniões nos bairros, escolas e instituições. Também foram desenvolvidas campanhas permanentes de divulgação dos serviços oferecidos pela Prefeitura, divulgação da Rede de enfrentamento à violência doméstica e familiar, através de material impresso, internet e meios de comunicação. Além disso, rodas de conversas, conferências e articulação com órgãos público e privado também fizeram parte desse primeiro semestre.
Você sabia Que Imperatriz é pioneira na região no enfrentamento à violência doméstica por meio dos serviços do Centro de Referência e Atendimento à Mulher, Cram? Pois bem, esse espaço de políticas públicas é destinado à prevenção e ao enfrentamento da violência contra mulher. Para isso, são oferecidas ações especializadas, oferta de atendimento psicológico, social, bem como encaminhamento e acompanhamento à Rede de atendimento a mulher em situação de risco.  



Imagens:

Nenhum comentário:

Postar um comentário