segunda-feira, 7 de outubro de 2019

Jornal O imparcial reconhece erro e se retrata em matéria maldosa conta a gestão municipal

ETRATAÇÃO PÚBLICA

Em nota o jornal pede desculpas pelo o que justificou ter sido um equívoco

por Josué Moura

Em matéria publicada com o título “Fraude no transporte escolar em Imperatriz é descoberta durante fiscalização”, o jornal O Imparcial cometeu um grave erro contra a gestão municipal da segunda maior cidade do Maranhão.
O texto, que em seu conteúdo não afirmava o que dizia o título, se referia a Operação Imhotep deflagrada pela Polícia Federal nos estados do Tocantins e Maranhão para apurar irregularidades no transporte escolar apontadas pela CGU, em fiscalização ocorrida em 2018.
O município de Imperatriz realmente também foi fiscalizado, mas não foi apontada nenhuma irregularidade. Em contato com a direção do jornal foi solicitado para que se retratassem em nome da verdade e do bom jornalismo, o que acabou felizmente acontecendo.
 Em nota ERRATA, o jornal destaca:
O Imparcial publicou na última sexta-feira, 4, que durante a operação da Polícia Federal intitulada “Imhotep”, que investiga uma organização criminosa responsável por fraudes em licitações e desvios de recursos destinados à prestação de serviços de transporte escolar em prefeituras municipais nos estados do Tocantins e Maranhão, citamos no título da presente matéria que durante a fiscalização foi descoberta uma fraude no transporte escolar na cidade de Imperatriz, no sul do estado.
No entanto, diferente do que noticiamos no título, o município de Imperatriz também foi fiscalizado, mas não apresentou nenhuma irregularidade, já que o transporte escolar é realizado através de ônibus, e não pelo veículo chamado “pau de arara”.
O Imparcial retifica a informação veiculada anteriormente e pede desculpas pelo equívoco. (https://oimparcial.com.br/cidades/2019/10/o-imparcial-esclarece-fraude-no-transporte-escolar-na-regiao-tocantina/)



Imagens:

Nenhum comentário:

Postar um comentário