segunda-feira, 10 de fevereiro de 2020

Câmeras de videomonitoramento da Prefeitura auxiliam na identificação de agressor de militar do Corpo de Bombeiros


Videomonitoramento mostra a sua eficácia nesta fase inicial no auxílio da segurança viária e pública

por Gil Carvalho

O sistema de videomonitoramento da Prefeitura de Imperatriz, em funcionamento desde o começo do mês de janeiro, com 30 câmeras de alta resolução instalada em pontos estratégicos da cidade, auxiliou a polícia a identificar o agressor do sargento do Corpo de Bombeiros Militar, Jéferson Félix Ulisses, após colidir levemente na traseira de uma caminhonete na Rua Simplício Moreira, na noite de sábado, 1º de fevereiro.
O militar parou e desceu do veículo para conversar com o motorista da pick-up, que estava acompanhado de outra pessoa que esboçou reação agressiva com socos, chutes e ponta pés contra o sargento Félix. Logo em seguida se evadiram do local e não prestaram socorro à vítima.
O Centro de Controle Operacional (CCO) instalado na Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes, Setran, monitorou o trajeto feito pela caminhonete em que estavam o motorista e o agressor.
“O videomonitoramento veio para auxiliar o sistema de segurança de Imperatriz, pois é uma ferramenta moderna com tecnologia de ponta e imagens em alta definição que colabora na melhoria do trânsito e na prevenção e repressão da violência e da criminalidade”, destacou o secretário de Trânsito e Transportes, Leandro Braga.
O prefeito Assis Ramos enfatizou que “o videomonitoramento mostra a sua eficácia nesta fase inicial no auxílio da segurança viária e pública, além de se consolidar como instrumento de repressão e prevenção da violência e criminalidade. Temos 30 câmeras de alta resolução instaladas nos bairros e Centro que somarão a outras 68 dos radares eletrônicos em fase de implantação em Imperatriz”, concluiu.

Imagens:

Nenhum comentário:

Postar um comentário