sábado, 1 de fevereiro de 2020

Município investiu acima do exigido em lei e aumentou atendimentos no 2ª quadrimestre de 2019

SAÚDE

Apresentação dos relatórios prevista em leis sobre transparência aconteceu nesta quarta-feira,29, na Câmara de Vereadores de Imperatriz

por João Rodrigues

O Município de Imperatriz investiu 27% de recursos próprios nas ações de saúde pública no período de janeiro a agosto do ano passado, índice bem superior ao previsto na lei federal 141/2012 que é 15% e registrou aumento em atendimentos à população em diversas áreas. Este é apenas um demonstrativo da seriedade em que a gestão municipal vem tratando da área da saúde com vários investimentos como a criação da Unidade Coronariana e reformas pontuais e estratégicas em reforma e manutenção das Unidades de Saúde.
As informações fazem parte dos Relatórios Resumidos da Execução Orçamentária do Fundo Municipal da Saúde Referente ao 2° Quadrimestre de 2019 apresentados em audiência pública na Câmara de Vereadores pelo secretário de saúde, Ely Samuel dos Santos. Ação cumpre a Lei de Responsabilidade Fiscal 101/2000 e Lei Complementar 141/2012.
“Nós repassarmos aos vereadores os procedimentos realizados pela Secretaria Municipal de Saúde, destacamos a implantação  da Unidade Coronariana que começou a funcionar em maio e dá melhor qualidade de vida aos pacientes, com monitor de pressão arterial, e o número elevado de procedimentos realizados no Socorrão”, avaliou Ely Samuel.
No comparativo de receita entre os anos de 2018 e 2019, houve um acréscimo de 13,19%, o que permitiu ao Município implementar melhorias nos serviços. Em números exatos, a receita de 2018 na Saúde foi de R$ 106.739.568,71 e em 2019 R$120.821.133,91.
Pelo relatório apresentado por Ely Samuel acompanhado de assessores técnicos, os recursos recebidos e aplicados no período foram distribuídos da seguinte ordem: Provenientes da União- R$ 120,821.133,91; provenientes do Estado R$ 1.736.218,32 e provenientes do município-R$ 65.322.348,86.
Na área da Atenção Básica, consta nos relatórios que no 2º Quadrimestre o Município de Imperatriz fez 409.694 procedimentos regulados, dos quais 6.802 foram cancelados por não atenderem às exigências e a evasão de pacientes (aqueles que não compareceram para o atendimento) foi de 105.090 procedimentos.
Como foram distribuídos os atendimentos
Na Atenção Básica, foram realizados 322.982 procedimentos, sendo:
• 256.993 procedimentos de ação e prevenção de saúde;
•14.194 procedimentos de finalidade diagnóstica;
• 49.719 procedimentos clínicos;
• 2.076 procedimentos cirúrgicos

Atenção especializada
• Ações de promoção e prevenção em saúde-749
• Procedimentos com finalidade diagnóstica-47.162
• Procedimentos clínicos-36.336
• Procedimentos cirúrgicos-1.469
• Órteses, próteses e materiais especiais-1.264
• Ações complementares da atenção à saúde-17.623
Total :104.603

Foram diagnosticados
• 66 Casos novos de tuberculose
• 174 casos novos de hanseníase
• 118 casos confirmados de dengue
• 03 casos confirmados de HIV
• 137 casos confirmados de AIDS
•106 casos confirmados de Sífilis Congenita
•129 Sífilis em gestantes
•259 Sífilis em adulto
•05 casos confirmados de Sífilis não especificada
•14 casos confirmados de Hepatites Virais
•08 casos confirmados de Leishmaniose Visceral
• 19 casos confirmados de Varicela

Tipos de internação– caráter de urgência
• 1.848 procedimentos clínicos
•2.904 procedimentos cirúrgicos
Total geral: 4.752

Total de atendimentos na UPA São José
• 1.730 atendimentos de pacientes com a triagem na cor Vermelho
• 4.730 atendimentos de pacientes com a triagem na cor Amarelo
• 6.059 atendimentos de pacientes com a triagem na cor Verde
• 7.536 atendimentos de pacientes com a triagem na cor Azul
Total geral: 20.055 atendimentos

Atendimentos do SAMU
• 5.104 envios de ambulância
• 2.681 orientações
• 779 transferências de pacientes
• 265 atendimentos pela USA
• 3.985 atendimentos pelas UBS
• 433 atendimentos pela Motolância.

Imagens:

Nenhum comentário:

Postar um comentário