segunda-feira, 16 de março de 2020

Estragos provocados pelas fortes chuvas começam a ser recuperados

PROVIDÊNCIAS

Prefeito Assis Ramos diz que ‘força-tarefa’ visa normalizar o tráfego de veículos em várias ruas

por Gil Carvalho

As intensas chuvas que caíram na madrugada desta segunda-feira, 16, causaram vários estragos deixando ruas, avenidas e pontes intransitáveis nos bairros e povoados de Imperatriz. A situação se agravou com o assoreamento dos acessos de aproximação das rampas das pontes de concreto das ruas Floriano Peixoto e Manaus, no bairro Nova Imperatriz.
Para evitar acidentes com vítimas fatais, as secretarias municipais de Infraestrutura e Serviços Públicos, Sinfra, e a de Trânsito e Transportes, Setran, sinalizaram com fita zebrada e interditaram com placas a Rua Floriano Peixoto, desviando o percurso para vias alternativas.
De imediato, o prefeito Assis Ramos autorizou o secretário de Infraestrutura, Zigomar Filho, a adotar providências juntamente com o setor de Engenharia para realizar os reparos necessários para liberação do trânsito.
“Vistoriamos toda a estrutura das vigas de concreto e percebemos que as fortes chuvas acabaram  provocando erosões por debaixo do aterro das rampas de aproximação das lajes, porém viemos com máquinas, caçambas e homens da Sinfra e iniciamos os trabalhos de manutenção dos pontos atingidos pela enxurrada”, garante.
O secretário Zigomar Filho, acompanhado do coordenador de Obras, Joselito Sultepa, e do engenheiro Pedro Henrique, também verificou in loco a situação do pavimento asfáltico da Rua Santo Cristo, Nova Imperatriz. Devido à enxurrada, a capa asfáltica foi arrancada, veículos foram arrastados e móveis destruídos pelas chuvas. “Todo esforço está sendo feito pela Prefeitura para minimizar os impactos dos temporais que atingiram quase todos os bairros de Imperatriz”, disse.
Bairro da Caema
A correnteza do riacho Bacuri ‘engoliu’ um trecho da Rua Tupinambá, no Bairro da Caema, deixando parcialmente isolado em dois pontos. Construções irregulares, descarte irregular de lixo e entulhos tem causado transtornos irreparáveis ao meio ambiente. “A força da água vai de encontro ao do Rio Tocantins que está acima do nível normal desabrigando dezenas de famílias no setor do bairro da Caema”, frisou.
Ele agradeceu o apoio do Exército Brasileiro, da Defesa Civil, dos Agentes de Trânsito, dos Bombeiros Militar e reiterou que “encaminhou, ainda pela madrugada, mensagem ao secretário de Estado de Infraestrutura, para que se unisse ao município para realizar ação emergencial de auxílio às famílias atingidas”.
Zigomar Filho assegura que “todo esforço está sendo feito pela gestão do prefeito Assis Ramos que disponibilizou abrigos e toda estrutura do governo municipal para prestar auxílio aos desabrigados das cheias dos riachos e do Rio Tocantins”.







Imagens:

Nenhum comentário:

Postar um comentário