sexta-feira, 27 de março de 2020

Ferramentas digitais permitem que pequenos negócios renegociem dívidas acumuladas durante quarentena


Entidade parceira do Sebrae, a CBMAE disponibilizou gratuitamente sua plataforma digital de renegociação de dívidas, durante o período de quarentena.

A mudança na rotina dos maranhenses, por conta da pandemia do Coronavírus (Covid-19), levou a população a tomar uma série de medidas de prevenção, como o isolamento social, com foco na diminuição na circulação de pessoas pelas ruas. Com o fechamento de boa parte do
comércio e a suspensão de atendimento presencial em diversos órgãos via
decreto estadual para prevenção, o que fazer com as contas acumuladas
que não param de chegar e como resolve-las?
Pensando na praticidade e uso intensivo dos benefícios das ferramentas digitais, o Sebrae no Maranhão firmou parceria com a Câmara de Mediação e Arbitragem Empresarial do Maranhão (CBMAE), para disponibilizar gratuitamente o acesso a sua plataforma digital de renegociação de
dívidas no âmbito empresari al mediante a mediação, durante o período que
compreende a quarentena.
Dessa forma, os pequenos negócios juntamente com seus fornecedores,clientes, colaboradores, sindicatos, poderão negociar suas contas de maneira eficaz sem precisar de deslocamento, por meio da conciliação. O acesso a ferramenta é bem simples, basta acessar o site
www.queroconciliar.org ou baixar o aplicativo no play store, quero conciliar. São três passos simples para o preenchimento do caso: informar o caso com as situações específicas que deseja resolver, seus dados e da outra parte.
INSTAGRAM
 A iniciativa foi tema de uma das lives que o Sebrae no Maranhão vem realizando em seu perfil do Instagram: @sebraemaranhao. A live aconteceu na última quinta (25), está disponível no perfil da instituição e tratou da renegociação de dívidas, temática explicada pelo presidente da CBMAE,
Ivaldo Praddo.
Durante a live ele tirou dúvidas dos empreendedores e explicou a funcionalidade do aplicativo, que resolve conflitos pelo celular, entre outras informações importantes neste período da quarentena. O presidente da CBMAE ainda destacou que os bancos também sinalizaram o adiamento do
pagamento de financiamentos e empréstimos por 60 dias, entre eles Banco Bradesco, Itaú, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal.
Em relação a contratos de locação, que também foi bastante comentado durante a live, Ivaldo reforçou a importância dos locadores entrarem em contato com locatários, de maneira que locadores cobrem proporcional ao período em que as lojas ficaram abertas.
Outras informações e dúvidas em relação à mediação e arbitragem de conflitos empresariais podem ser tiradas pelo whatsapp do CBMAE (98) 98112-5340.

Nenhum comentário:

Postar um comentário