sexta-feira, 27 de março de 2020

Franciscano defende união entre os poderes no combate ao coronavírus


O empresário e pré-candidato a prefeito pelo MDB, disse ontem que o momento não deve ser motivo para que os chefes dos poderes fiquem se degladiando e sim trabalhando conjuntamente para combater este grande problema de saúde que aflige a todos o mundo. Para o empresário que também é produtor rural, as consequências deste imbróglio, pode ser prejudicial a nação, por isso mesmo pede que o presidente e os governadores coloquem os interesses eleitorais se houverem de lado e partam para unidos encarar esta pandemia.
“Não vejo como positiva estes discussões entre o presidente e alguns governadores, especialmente neste momento de crise em que temos que ter equilíbrio para comandar ações que venham a reduzir os impactos da pandemia na vida dos brasileiros. O Coronavírus é uma realidade está ai batendo em nossas portas e se nossas autoridades não se entenderam é claro que o problema tende a se agravar ainda mais”, comentou.
Franciscano também acrescentou que no momento o que importa é salvar vidas e depois se pensar na questão da saúde e que a exemplo de outros países, como a própria china onde tudo começou, houve sim, prejuízos na economia e certamente por onde este vírus passar, deixará rastro em todos os setores e negativos.
“Sabemos que por onde esta pandemia passou e ainda está passando, deixou um rastro de prejuízos, como mortes e na economia e entendo que no Brasil não será diferente, mesmo a gente rezando para que o numero de vidas que serão ceifadas sejam menores. A economia depois será pensada e retornará ao seu patamar normal”, enfatizou.


Nenhum comentário:

Postar um comentário