terça-feira, 10 de março de 2020

Raimundo Coquinho continua no cargo de Prefeito de Davinopólis


Coquinho, que há 34 anos mora em Davinópolis, disse que desenvolve atividade política nestes últimos 12 anos, mas que a cidade está em situação de alvoroço depois que José Rubem Firmo se encontra em liberdade provisória. “Davinópolis está correndo muito perigo, situação considerada impar. Vamos aguardar decisão judicial para que possamos deixar o cargo de prefeito de Davinópolis”, afirmou
prefeito até deliberação de decisão judicial

O prefeito Raimundo Coquinho despachava normalmente nesta segunda-feira, 09, no gabinete na Prefeitura de Davinópolis quando foi surpreendido por um ofício assinado por José Rubem Firmo, acusado de planejar o assassinato do prefeito Ivanildo Paiva e solto provisoriamente pela Justiça, cientificando que retornaria ao cargo de prefeito do município em ato previsto para as 11h30.
Sem ordem judicial, Coquinho acionou força policial para a garantia da lei e da ordem em frente à Prefeitura de Davinópolis. Também informou que o Ministério Público do Maranhão entrou com pedido na Vara da Fazenda Pública para o não retorno ao cargo de Rubem Firmo. “Nós convocamos a força policial para que pudéssemos trabalhar na manhã desta segunda-feira, fato que não estava sendo possível por causa desse alvoroço”, disse.
Ele reiterou que aguarda, nestas 48 horas, posicionamento da Justiça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário