quarta-feira, 11 de março de 2020

Semus capacita profissionais para descentralizar testes rápidos

FORMAÇÃO

Objetivo é contribuir para a ampliação do acesso aos serviços e fortalecimento das ações de saúde

por Kalyne Cunha

Tendo em vista a necessidade da ampliação da oferta de testes rápidos nas Unidades Básicas de Saúde, UBS’s, a Atenção Primária à Saúde, por meio do Departamento de Infecções Sexualmente Transmissíveis, IST’s, e Hepatites Virais, realiza capacitação com profissionais que atuam nas Equipes de Saúde da Família.  O treinamento que iniciou nesta quarta-feira, 11, no auditório do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador, CEREST, das 8h às 12h, irá até 13 de março. 
Com objetivo de ampliar as ações de prevenção e priorizar o diagnóstico precoce  de Infecções Sexualmente Transmissíveis, a  coordenadora da Atenção Primária, Sormanne Branco, explica que “a descentralização dos testes rápidos contribuirá para a ampliação do acesso aos serviços e fortalecimento das ações de saúde, além de colaborar para a qualificação dos indicadores do novo Modelo de Financiamento da Atenção Primária à Saúde e para a redução do número de casos de IST's e Hepatites Virais”.
A coordenadora do Departamento de Infecções Sexualmente Transmissíveis do município, Renata Pillar, destaca que, “o objetivo da capacitação é qualificar e implementar os testes rápidos em todas as unidades de saúde da cidade. Assim facilitará aos usuários a realização dos testes e possíveis diagnósticos positivos”, enfatiza.
Quando o resultado é positivo para HIV, o paciente já é encaminhado para o tratamento específico. A AIDS não tem cura, mas os medicamentos fornecidos pelo Sistema Único de Saúde ajudam a controlar a doença e entre três a seis meses o tratamento com antirretroviral, a carga viral da pessoa passa a ser indetectável. Fornecido pelas UBS, os testes rápidos são sigilosos e o resultado fica pronto no máximo em 30 minutos.

Imagens:

Nenhum comentário:

Postar um comentário