domingo, 15 de março de 2020

Servidores da Vigilância em Saúde recebem capacitação sobre novo coronavirus

CAPACITAÇÃO

Os próximos a serem capacitados serão os servidores da UPA São José, Atenção Básica e Hospital Municipal

por João Rodrigues

Começou pela Vigilância em Saúde, departamento da Secretaria Municipal de Saúde, Semus, responsável por fazer visitas domiciliares para investigar doenças, uma série de capacitações sobre o enfrentamento ao Novo coronavirus (Covid-19). Passarão por treinamento nos próximos dias os profissionais de saúde da Unidade de Pronto Atendimento, UPA São José, Departamento de Atenção Básica e pôr fim do Hospital Municipal de Imperatriz, HMI.
No treinamento ministrado na quinta-feira,12, no Complexo de Saúde do Parque Anhanguera, os 30 servidores da Vigilância em Saúde conheceram as normas do Ministério da Saúde para dar assistência à pessoa com suspeita da Covid-19.
“Nós apresentamos aos servidores os fluxos que foram cedidos pelo Ministério da Saúde e esses fluxos nos orientam, a partir do momento em que recebemos a pessoa que é classificada num dos três parâmetros para ser suspeita de Novo coronavirus até o fim do atendimento”, explicou a coordenadora da Vigilância em Saúde, Gisely Vieira. O passo a passo consiste em fazer a coleta de material para exames, quanto tempo a pessoa tem de ficar de quarentena aguardando o resultado do exame e o que fazer após o resultado do teste.
No caso do HMI, Gisely Vieira ressaltou que a capacitação vai orientar os fluxos corretos desde a entrada até o fim do atendimento levando em conta que o hospital foi o local escolhido para abrigar uma sala preparada para receber os casos suspeitos do novo coronavirus.
Dentre os participantes do curso está a servidora Adriana Rodrigues Cerqueira que aprovou o treinamento: “Foi muito proveitoso e importante essa capacitação que vai permitir que possamos expandir nossos conhecimentos na prevenção da pandemia”.
Os parâmetros adotados pelo Ministério da Saúde
Gisely Vieira detalhou que os principais parâmetros que estão sendo adotados na capacitação são: pessoas que apresentam sintomas como febre, desconforto respiratório, tosse e que vieram de países chamados de “países notificadores”; Pessoas que tiveram contato com pacientes que atestaram positivo para o Novo coronavirus e sintomas. 
A coordenadora observou que não há casos confirmados no Maranhão, mas em outros estados há casos em que a pessoa passou a condição de suspeita após ter tido algum contato com pessoas que atestaram positivo após terem chegado de outros países.

Imagens:

Nenhum comentário:

Postar um comentário