terça-feira, 14 de abril de 2020

AÇAILÂNDIA


MPMA participa de reunião do Comitê da Solidariedade
Doações de kits de limpeza, higiene e alimentação serão encaminhadas a famílias carentes do Município

O promotor de justiça Tiago Quintanilha Nogueira, da Comarca de Açailândia, participou no dia 8 de abril, de uma reunião do Comitê da Solidariedade, na qual estiveram presentes vários gestores municipais e representantes da sociedade civil. O encontro foi realizado na sede da Secretaria Municipal de Saúde, no referido município.
Criado pelo Decreto Municipal n. 83/2020, o comitê tem a responsabilidade de elaborar estratégias para o enfrentamento da pandemia do coronavírus (Covid-19), no município, sobretudo nas áreas de maior vulnerabilidade social, com ações de amparo à população mais carente.
Na reunião, foi discutido o plano de trabalho do grupo, com a definição do Centro Empresarial de Açailândia como o local de coleta dos materiais e montagem dos kits de alimentação, higiene e limpeza. O material poderá ser entregue no estabelecimento em horário comercial, nos dias úteis. As doações serão levadas às famílias carentes nos fins de semana.
O comitê tratou, ainda, dos requisitos para o cadastro das famílias na lista das beneficiadas. Receberão as doações aquelas que preencherem os critérios, sendo cadastradas pela Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas).
Foi debatida igualmente a elaboração da arte visual de identificação do comitê e das campanhas do grupo para as mídias e redes sociais.
Como representante do Ministério Público do Maranhão, Tiago Quintanilha Nogueira ressaltou, na reunião, a importância da formação do comitê para o amparo da população mais carente do município, como esforço conjunto para a prevenção e combate à pandemia, neste momento de calamidade pública.
Também participaram representantes da administração municipal, das secretarias municipais de Assistência Social e de Saúde, do Legislativo Municipal, de movimentos populares, do setor empresarial; de entidades sindicais, acadêmicas, de pesquisa e religiosas

Nenhum comentário:

Postar um comentário