quinta-feira, 23 de abril de 2020

Comissão vai apurar denúncia de irregularidade na Escola Jair Rosignoli

TRANSPARÊNCIA

Uso indevido do patrimônio público para fins particulares é uma infração funcional

por Ariel Rocha

Prefeitura de Imperatriz, por meio da Secretaria de Educação, Semed, montou uma comissão especial de sindicância e processo administrativo para apurar possíveis irregularidades na Escola Municipal de Educação Infantil Jair Rosignoli, no bairro Santa Inês. O comitê, formado por três servidores, irá averiguar a suposta utilização indevida do bem imóvel público para fins particulares.
No último sábado, 18 de abril, o município recebeu um vídeo feito na escola, como denúncia a respeito de um chá de bebê realizado no local. Imediatamente, agentes da Guarda Municipal de Imperatriz, GMI, foram designados para a unidade educacional e assim efetuaram a retirada de pessoas presentes e o fechamento do espaço.
A Sindicância terá duração de 30 dias, a partir desta segunda-feira, 20 de abril. Vale ressaltar que o corpo composto por gestores e vice-gestores das escolas municipais é formado em eleições, com a participação da comunidade. O uso indevido do patrimônio público para fins particulares é uma infração funcional, que acarreta em consequências administrativas para servidores públicos.

Imagens:

Nenhum comentário:

Postar um comentário