quinta-feira, 16 de abril de 2020

Escolas municipais produzirão energia elétrica com painéis fotovoltaicos

INVESTIMENTO

Fonte sustentável vai gerar economia mensal de três milhões à Prefeitura

por Kayla Pachêco

A partir do próximo mês, 32 escolas da rede municipal passarão a produzir sua própria energia elétrica. A Prefeitura iniciou nesta quinta-feira, 16, a instalação de 384 painéis fotovoltaicos para captação da energia solar. Primeira unidade beneficiada é a  Escola Municipal Tiradentes II, no Parque do Buriti.
Investimento na ordem de R$ 10,1 milhões oriundo do Precatório do Fundef, alia tecnologia, sustentabilidade e eficiência econômica com a redução imediata em R$ 285 mil mensais nas despesas com faturas de energia elétrica consumida nessas unidades de ensino. Ao ano, o somatório chega aos R$ 3.420.000,00 poupados aos cofres municipais. 
“Foram adquiridos ao todo 6.618 módulos, com 2.55 MW de potência, geração mensal média de 318.875,00 kwh e anual de 3.826.500,00 kwh. Além do custo-benefício, o investimento em fontes renováveis é uma necessidade para o planeta. Estamos aproveitando um recurso natural que temos em abundância, a luz do sol. Energia limpa, geração livre de ruídos ou da emissão de gases poluentes”, detalha o prefeito Assis Ramos. 
Para exemplificar a relevância da iniciativa, o secretário municipal de Educação, José Antônio Pereira, observa que um sistema de 30m² que capta a luz solar através de placas solares tem potência suficiente para reduzir a conta de luz elétrica de um prédio que consome, em média, 2000 kWh por mês. “Com a decisão do prefeito Assis, Imperatriz passa a ser a cidade maranhense que mais tem investido em energia solar”. 
Segundo o secretário, esse pacote tem durabilidade de 25 anos e corresponde a 10% de toda a energia solar utilizada no nosso estado. Isso irá baratear a conta de energia elétrica e viabilizará a climatização de todas as unidades de ensino de ensino da rede que ainda não possuem esse recurso. “Além da responsabilidade fiscal, a proposta busca avançar em práticas sustentáveis e melhoria da estrutura da nossa rede de ensino”. 
Com tempo de montagem de 15 dias, a próxima instituição a receber o investimento será a Escola Municipal Juracy A. Conceição, no Centro.
Com colaboração de Sara Ribeiro

Imagens:

Nenhum comentário:

Postar um comentário