quinta-feira, 9 de abril de 2020

Hildo Rocha critica fechamento da litorânea: “É um ato autoritário e fascista de Flávio Dino”



Durante a sessão on-line da Câmara dos Deputados, ontem (08/04), o sistema de TV do Poder Legislativo, exibiu vídeo no qual o deputado federal Hildo Rocha criticou o fechamento da Avenida Litorânea. De acordo com o parlamentar, o ato é um exemplo de como o governador do Maranhão está se valendo da crise para praticar atos autoritários. “Flávio Dino determinou, como ato ditatorial igual aos atos dos fascistas, o fechamento da Avenida Litorânea”, criticou.

Municiado de dados colhidos em uma dissertação de mestrado da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Hildo Rocha atestou que a atitude do governador está errada, não tem nem amparo científico.

“Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), estando duas pessoas por metro quadrado não há transmissão do vírus. A litorânea tem 180 mil metros quadrados de espaço urbano; são 30 metros de largura e 6 mil metros de comprimento. Portanto, o espaço pode suportar até 360 mil pessoas ao mesmo tempo, sem que haja comprometimento no que se refere aos fatores sanitários”, destacou.

Hildo Rocha explicou que diariamente apenas 29 mil pessoas costumam utilizar a Litorânea para a prática de caminhadas, exercícios físicos e diversas modalidades esportivas. “Ou seja, os argumentos utilizados pelo governador para impedir as pessoas de utilizarem esse grande espaço público não se sustentam porque mesmo havendo 29 mil pessoas no mesmo horário o espaço poderia suportar outras 331 mil tranquilamente sem comprometimento das normas de segurança sanitária”, afirmou o parlamentar.

Espaço frequentado por todos os segmentos sociais
Dados contidos na dissertação O Espaço Urbano da Avenida Litorânea, mostram que 37% dos usuários da Avenida Litorânea chegam ao local por meio de transporte coletivo; 16% de bicicleta ou motocicleta; 2% a pés e 2% de outras formas.

Hildo Rocha enfatizou que a atitude ditatorial de Flavio Dino só serve para incentivar o sedentarismo. “A litorânea é um ambiente aberto, ventilado, espaçoso, com muito vento e com incidência solar 14 horas por dia. Todos os seguimentos sociais utilizam a litorânea para inúmeras atividades. O certo, governador, é administrar o espaço urbano daquela avenida corretamente. Organize, governador, junto com a prefeitura de São Luís o uso correto daquele espaço urbano. Em vez de proibir que as pessoas possam utilizar a litorânea ofereça condições para que esse valioso espaço urbano possa ser aproveitado corretamente, ponha o corpo de bombeiros e a polícia militar ambos com conhecimentos suficientes para organizar o uso daquele espaço possibilitando assim que as pessoas possam caminhar, se exercitar, praticar atividades físicas e mentais. Governador Flávio Dino você quer ver as pessoas com problemas cardíacos, hipertensão e diabetes? Respeite o povo, governador”, protestou Hildo Rocha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário