quarta-feira, 29 de abril de 2020

Pandemia faz Prefeitura chamar mais de 400 reforços na área da Saúde

COVID-19

Além dos mais 350 concursados chamados antes do previsto, o Hospital de Campanha exigiu equipes extras de clínicos e intensivistas

por Assessoria de Comunicação

Em menos de 60 dias, por conta da Covid-19, a conta de pessoal da Prefeitura de Imperatriz, só com a Saúde, subiu de cerca de R$ 8.000.000,00 para R$ 10.500.000,00 por mês. Nesse número não entram os contratos firmados com equipes de clínicos gerais e intensivistas que fazem os plantões de 24 horas no Hospital de Campanha, aberto sexta-feira passada, com 49 leitos de enfermaria e 10 de UTI, exclusivos para infectados pelo coronavírus. 
Somados, são 274 os médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, técnicos de enfermagem, farmacêuticos e técnicos em radiologia, aprovados no concurso de dezembro e janeiro passados, que seriam chamados ao longo deste ano, mas que tiveram que ser convocados todos de uma vez. 
Além deles, as equipes de médicos que atuam nas enfermarias e nas UTIs do Hospital de Campanha, em regime de 24 horas, que não podem ser quantificados, porque isso depende do número de pacientes internados, cuja tendência é crescer até o limite da capacidade. 
Fora da conta da Saúde, mas também pressionando para cima os gastos com pessoal, a Prefeitura teve que colocar em serviço, de uma só vez, todo o efetivo da Guarda Municipal, de 80 pessoas, fora o administrativo.  A GM tem dado suporte nas ruas, na UPA do São José, nas Unidades Básicas de Saúde (principalmente nas que entram pela noite) e nos hospitais Socorrão e de Campanha.
“É uma operação complexa, que nos leva a grandes sacrifícios, mas são milhares de vidas em perigo. Somos menos de 265 mil habitantes, mas acolhemos brasileiros de três estados, mais de 70 cidades, algo que oscila entre 700 mil e um milhão de pessoas que dependem de Imperatriz”- lembra o prefeito Assis Ramos.
Nesta quarta-feira, 29, prefeito começa o dia com seu gabinete de crise, para avaliações e decisões quanto aos próximos sete dias. A tendência, diante da procura crescente pelos serviços de emergência, é de manutenção das medidas de isolamento que incluem o fechamento dos serviços não essenciais. 
Confira as ações, quantidades e locais atendidos: 

Convocação médicos ESPECIALISTAS/Concurso
+ 130  
  Socorrão, UPA e UBS’s
Convocação médicos SAÚDE DA FAMÍLIA/Concurso
+ 38   
        Equipes PSF
Convocação enfermeiros/Concurso
+ 30   
 Socorrão, UPA, UBS’s, Campanha
Convocação técnicos enfermagem/Concurso
+ 51   
 Socorrão, UPA, UBS’s, Campanha
Convocação farmacêuticos (Concurso)
+ 8    
 Socorrão, UPA, UBS’s, Campanha
Convocação fisioterapeutas (Concurso)
+ 9    
 Socorrão, UPA, UBS’s, Campanha
Convocação técnico em radiologia (Concurso)
+ 9  
 Socorrão, UPA, UBS’s, Campanha
Contratação  ETRAORDINÁRIA equipe CLÍNICOS
 60 plantões 
      Hospital de Campanha
Contratação  EXTRAORDINÁRIA  INTENSIVISTAS
 60 plantões 
     Hospital de Campanha
Convocação Guardas Municipais (Concurso)
80  
       Ruas, UPA e UBS’s
UBS’s e UPA São José 100% com médicos
38  
        Zonas urbana e rural
UBS’s com horário estendido (até 20h)
04 
          Zona Urbana
Leitos ISOLAMENTO HMI
07 
            Socorrão
Leitos de enfermaria EXCLUSIVOS Covid-19
49
       Hospital de Campanha
Leitos novos de UTI EXCLUSIVOS Covid-19
10
       Hospital de Campanha
Usina GASES MEDICINAIS, EXCLUSIVA
01
   Hospital de Campanha
Kits do TESTE RÁPIDO Covid-19
1.895
   Unidades do Sistema Municipal
EPI’s quantidade de segurança para pessoal SAÚDE
Lotes  
   Unidades do Sistema Municipal
Medicamentos e correlatos, gerais e específicos
Lotes  
 Socorrão, UPA, UBS’s, Campanha
Isenção Taxa Ilum. Pública (BAIXA RENDA)
Até 20KWh
   Zonas urbana e rural
Reativação Rest. Popular, “marmitex” a R$ 2,00
Até 500/dia
     Rua Simplício Moreira
Kits Merenda Escolar (distanciamento alunos)
45.000   
   Todas as escolas e creches
Cestas para famílias (Cras) sem trabalho
8,2 ton  
   Zonas urbana e rural


Imagens:

Nenhum comentário:

Postar um comentário