quinta-feira, 9 de abril de 2020

População recebe orientação sobre distanciamento social em bancos e lotéricas

CONSCIENTIZAÇÃO

Ação faz parte do trabalho de fiscalização educativa no combate ao novo coronavírus

por Léo Costa

A Prefeitura de Imperatriz, por meio de ação conjunta da Secretaria de Planejamento Urbano, Seplu, Superintendência da Defesa Civil e Guarda Municipal, GM, reforça o trabalho de orientação sobre a importância do distanciamento social em filas do comércio, agências bancárias e casa lotéricas.
“O trabalho conjunto é a melhor forma que encontramos para cumprir nossa missão com responsabilidade social. Diante disto, a Seplu com apoio de outros órgãos municipais tem operado diuturnamente na orientação e fiscalização no intuito de combater o avanço do novo coronavírus, em Imperatriz”, destacou a secretária de Planejamento Urbano, Lenise Ferreira.
De acordo com o coordenador de fiscalização da Seplu, José Marques, cabe aos bancos, lotéricas e demais estabelecimentos, cumprirem o protocolo recomendado para evitar aglomeração de pessoas e prevenir a disseminação do Covid-19. “O nosso trabalho visa garantir que estas instituições cumpram as determinações dos órgãos de saúde, em decorrência do combate ao avanço do coronavírus. Estamos diariamente executando a fiscalização e informando a população das instruções preventivas que devem ser adotadas”, explicou.
Por falta de colaboração de algumas agencias bancárias no cumprimento das recomendações das autoridades sanitárias, no sentido de se evitar aglomerações, o município solicitou orientação do Ministério Público Estadual, MPE, que por sua vez expediu recomendações para que evitem aglomeração de clientes, principalmente de pessoas idosas, em suas instalações, internas e externas, durante os horários de funcionamento, providenciando que saques e demais operações bancárias sejam realizadas mediante entrega de senhas ou através de outras formas de controle do fluxo de pessoa. Alem disso, adotar de forma criteriosa e absoluta, o distanciamento não inferior a 2 metros entre um cliente e outro, destacar um funcionário da respectiva agência bancária exclusivamente para organizar filas, dentro e fora do estabelecimento, e o acesso dos clientes à agência.
Segundo o Ministério Público, o descumprimento das recomendações poderá implicar na adoção de medidas em âmbito administrativo e judicial cabíveis contra os responsáveis inertes em face da violação dos dispositivos legais referidos.

Imagens:

Nenhum comentário:

Postar um comentário