sábado, 18 de abril de 2020

Serviços veterinários funcionam seguindo protocolos de segurança

AÇÃO

Clínicas, consultórios e hospitais voltados para animais continuam operando com restrições

por Ariel Rocha

O novo decreto municipal, nº 39, define que serviços veterinários continuam operando com as precauções de enfrentamento ao novo coronavírus, Covid-19, em Imperatriz. Protocolos de segurança devem ser adotados, como a utilização de máscaras por todos (clientes, funcionários e proprietários), higienização constante das superfícies, delimitação da distância de 2 metros entre as pessoas e a proibição da entrada de crianças e indivíduos do grupo de risco.
De acordo com a pesquisa do Serviço de Proteção ao Crédito e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas, 61% dos responsáveis por animais de estimação consideram seus pets como membros da família. Para o veterinário Leonardo Cerqueira, serviços voltados para pets são indispensáveis para a comunidade. "Estamos tomando todos os cuidados em nosso estabelecimento, principalmente no que diz respeito à segurança dos funcionários. Disponibilizamos álcool em gel para todos e orientamos a utilização constante”, explicou.
Ação de funcionamento do setor leva em conta as demandas de cuidados com animais de estimação. Ainda de acordo com o veterinário, o funcionamento do seguimento considera as necessidades alimentícias, de medicamentos e clínicas dos pets, assim como ocorrências de urgência e emergência que acontecem. “Prevenção no local é essencial. Além dos cuidados de higiene, trabalhamos amplamente com o sistema de agendamento dos atendimentos. Tudo para evitar aglomeração de pessoas”, completou.
Segundo a funcionária pública Madalena Silveira, ter um local de apoio para seus pets durante esse momento de restrição é uma segurança. “Considero fundamental, até porque imprevistos acontecem. Caso ocorra alguma intoxicação ou necessidade de internação, não estamos sem suporte”, comentou. Ela reforça que o serviço de delivery dos locais especializados em animais são as melhores opções nesse momento de pandemia. 
Pets na quarentena
“Cães estão se adaptando melhor”, é o que afirma o profissional Leonardo Cerqueira por conta do perfil mais apegado e dependente dos seus tutores nesses animais, diferente dos gatos, que possuem características mais solitárias e individualistas. Ele explica que a quebra na rotina, com a permanência constante das pessoas em casa pode acabar estressando os felinos. “É importante respeitar o espaço e o tempo do gato”, orienta.
Em relação aos animais - boa parte cães – que só fazem necessidades básicas em ambientes externos, podem ser realizados passeios curtos, tomando as precauções sanitárias indispensáveis. O ideal é que o passeio seja limitado a um quarteirão, respeitando as restrições de distância entre as pessoas.
Para diminuir o estresse em cães e gatos durante a quarentena, o veterinário recomenda a utilização de brinquedos e artifícios interativos próprios para cada espécie.

Imagens:

Nenhum comentário:

Postar um comentário