quarta-feira, 15 de abril de 2020

Servidores do HMI recebem mais EPI’s

COVID-19

Medidas visam reforçar segurança no enfrentamento ao coronavírus e evitar transmissão e contágio

por Maria Almeida

O Hospital Municipal de Imperatriz, HMI, mesmo não sendo a referência para o atendimento aos casos da Covid-19, tem recebido investimentos para enfrentar a pandemia.  A Prefeitura por meio da direção e das coordenações tem tomado todas as medidas para que os servidores trabalhem em condição segura ao atender  os pacientes suspeitos e confirmados que dão entrada no hospital. 
O estoque de Equipamentos de Proteção Individual, EPI’s, tem sido reabastecido com maior frequência. Luvas, tocas, gorro, máscaras N 95, óculos e macacão de proteção, protetor facial de acrílico, bota e saco para descarte de materiais estão à disposição e sendo utilizados pelas equipes diariamente. 
“O prefeito Assis Ramos e a secretária de saúde tem buscado aquisições de EPIs periodicamente  para os profissionais da saúde. Também temos recebido doações de alguns parceiros que voluntariamente procuram os administradores do HMI para colaborar. Até ontem, 14,  já atendemos 28 casos de pacientes suspeitos”, informou a diretora da unidade, Marília Carvalho. 
Ela ressalta que dentre as principais medidas adotadas para estruturar o atendimento estão:  capacitações, montagem de grupo condutor de casos suspeitos e a estruturação de uma ala no Posto 02  composta por 07 leitos de isolamento - que conta com coordenador e equipe multiprofissional exclusiva para atender aos pacientes que são classificados como suspeitos ou confirmados  da Covid-19.
“Vale ressaltar que o grupo que montamos foi quem construiu fluxo para o atendimento, que prevê todo o manejo clínico do paciente desde a entrada ao isolamento e os manuais de trabalhos internos com todos os POPs. Além disso, nos reunimos  frequentemente pra estabelecer as ações que são adotadas no hospital. É importante lembrar também que já foram realizadas mais de 40 capacitações  com todos os profissionais seguindo as recomendações do Ministério da Saúde que são seguidas rigorosamente dentro do hospital”, pontuou a diretora. 
É importante explicar que, segundo a direção, o HMI é um hospital referência para diversos municípios no atendimento de média e alta complexidade e por isso, além de acolher casos suspeitos de coronavírus ainda continua realizando os atendimentos de urgência e emergência nas demais especialidades como neurocirurgia, cirurgia geral, clínica médica, urologia , angiologia, ortopedia, bucomaxilofacial, entre outros . “Nesta segunda-feira, por exemplo, só cirurgias fizemos 21 - 9 ortopédicas, 1 neuro, 2 buco, 6 vascular, 2 plástica e 1 urológica”, ressaltou Marília.
Ela faz ainda um apelo à população. “Tendo em vista o grande volume de atendimentos, pedimos as pessoas que não procurem o hospital com sinais e sintomas característicos da Covid-19 (febre, falta de ar, diarreia, tosse). Quando os sinais e sintomas forem leves que procurem as Unidades Básicas  de Saúde e, nos demais casos, procurem as Unidades de Pronto Atendimento, UPAs, que são as portas de entrada para os atendimentos”, orientou.

Imagens:

Nenhum comentário:

Postar um comentário