sexta-feira, 3 de abril de 2020

Sine Municipal de Imperatriz está apto para receber recursos federais

ECONOMIA

Município cumpriu todas as exigências do Ministério da Economia

por Regilson Borges

Como umas das formas de alavancar as políticas de desenvolvimento ao trabalho, emprego e renda, em Imperatriz, o Ministério da Economia, por meio da Coordenação Nacional do Sine em Brasília, validou toda a documentação apresentada pelo Sine Municipal de Imperatriz, para que possa receber verbas federais, na modalidade fundo a fundo.
Para o secretário de Desenvolvimento Econômico, Josivaldo Melo JP, essa conquista reflete o esforço da gestão municipal, principalmente do prefeito Assis Ramos, no que tange aos assuntos econômicos de Imperatriz.
“O apoio incondicional da gestão Assis Ramos a SEDEC, vai deixar um legado singular em sua gestão no eixo do desenvolvimento econômico, tendo em vista que o processo de validação é muito burocrático e com exigências de responsabilidade dos chefes do poder executivo severas e complexas”, comenta Josivaldo.
NOVAS DIRETRIZES
O processo de validação do Sine Municipal pelo Ministério da Economia fez parte de um processo rigoroso, na qual a Prefeitura de Imperatriz trabalhou arduamente. As novas diretrizes para o trabalho do Sine em todo o Brasil iniciaram a partir da promulgação da Lei Federal 13.667/18, responsável por dar uma nova roupagem ao Sine. Representantes da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Sedec, participaram de encontros em Brasília a fim de esclarecer sobre as mudanças.
AÇÕES PARA 2020
A Sedec como responsável por organizar o Conselho e o Fundo Municipal de Trabalho, Emprego e Renda, com a participação das bancadas compostas por trabalhadores, empresários (patronal) e do poder público (governamental), possui, para o planejamento de 2020 e já inserido na Plataforma + Brasil, diversas atividades.
Os projetos para este ano constituem a Sedec Intinerante, para levar serviços do Sine Municipal aos bairros da cidade; Emprega Imperatriz, que aconteceria em abril e deve ser remarcado, pois pretende gerar vagas de emprego por meio da interlocução os trabalhadores e empresas. Os cursos de qualificação do programa Mais Empreendedor também foram interrompidos, que tem por objetivo realizar capacitação profissional, em parceria com os Cras.
Outra novidade é o projeto Açaí Forte, que vai reunir encontro com produtores de açaí locais, além de somar força com outro projeto, a Feira Cidadã. Os trabalhos foram paralisados por conta da pandemia do coronavírus, mas providências estão sendo tomadas pela Sedec para que o trabalho não pare.
Um veículo deve ser comprado para iniciar o projeto Sedec Intinerante. As reuniões do Conselho Municipal do Trabalho, Emprego e Renda, está sendo feita online, pelo plenário virtual. O Emprega Imperatriz deve ser feito por contato eletrônico, e a Sala do Empreendedor também funciona de forma virtual.

Imagens:

Nenhum comentário:

Postar um comentário