terça-feira, 19 de maio de 2020

18 de maio: Dia da Luta Antimanicomial

SAÚDE MENTAL

A Rede de Saúde Mental do município trabalha para a humanização do tratamento

por Ariel Rocha

Nesta segunda-feira, 18, rememora-se a conquista dos direitos das pessoas com sofrimento mental. Dessa maneira, a Luta Antimanicomial no Brasil é constituída em promover o tratamento por meio de serviços comunitários, combatendo a exclusão social e os estigmas atribuídos. Os pacientes têm acesso a atendimento psicológico e tratamentos menos invasivos, direitos esses garantidos pela Lei nº 10.216, de 06 de abril de 2001.
Em Imperatriz, a Rede de Saúde Mental trabalha para a humanização do tratamento e prestando suporte necessário ao bem-estar de pessoas com sofrimento metal. Ao longo dos anos, a Prefeitura foi substituindo o antigo modelo manicomial, caracterizado por internações e maus-tratos em décadas passadas. As antigas unidades foram substituídas por Residências Terapêuticas inseridas nas comunidades, aptas a abrigar até oito pessoas com sofrimento mental e um cuidador.
De acordo com a coordenadora de Saúde Mental, Kátia Carvalho, a prioridade da rede é dar mais autonomia e preparar para que esses indivíduos possam viver na sociedade, levando uma vida normal em qualquer que seja o ambiente. “Nós trabalhamos incansavelmente pela vitória da saúde coletiva, por um futuro sem exclusão social e por uma sociedade sem manicômios”, comentou.
Além das residências, o município administra Centros de Atendimento Psicossocial, CAPS, que possuem equipes multiprofissional para atender os usuários da melhor forma possível. Fazem parte do sistema o CAPS Infantojuvenil; CAPS AD III Álcool e Drogas; CAPS III Renascer e o Ambulatório de Saúde Mental. Locais acolhem os pacientes, estimula a integração social e familiar, assim como disponibiliza atendimento individual e em grupo, oficinas terapêuticas, pedagógicas e de alfabetização, atendimento familiar, grupos terapêuticos e visitas domiciliares.
Por conta da pandemia do Novo Coronavírus, Covid-19, e das medidas sanitárias para o enfrentamento da doença, o fluxo de atendimento da Rede de Saúde Mental foi modificado, para saber mais veja como buscar atendimento para pessoas com transtornos mentais durante a pandemia.

Imagens:

Nenhum comentário:

Postar um comentário