segunda-feira, 18 de maio de 2020

Imperatriz recebe ambulatório para pacientes com suspeita de Covid-19

NOVO CORONAVÍRUS

O projeto é resultado de ação conjunta e funciona no Centro de Convenções

por Kalyne Cunha

A Prefeitura de Imperatriz, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, Semus, em uma ação conjunta com a Associação Comercial e Industrial de Imperatriz (ACII), Governo do Estado, Exército e estabelecimentos de saúde da rede privada instalaram um ambulatório para pacientes suspeitos de Covid-19, no Centro de Convenções. Atendimentos iniciaram às 14h, desta segunda-feira, 18 de maio. Objetivo é atender e tratar pacientes de forma precoce.
A solenidade de abertura do ambulatório, contou com a participação da secretária municipal de Saúde, Mariana Jales, o presidente da ACII, Leonardo Leocádio, o articulador político do Governo do Estado, Adonilson Lima e o idealizador do projeto, o médico Irisnaldo Félix.
Inicialmente, os pacientes deverão procurar por atendimento médico nas Unidades Básicas de Saúde, UBS, onde seguirão os protocolos para encaminhamento ao ambulatório, que realizará a triagem e, de acordo com o médico, poderá solicitar exames radiográficos. Seguindo o fluxo de atendimento, medicamentos serão entregues para o tratamento precoce da doença.
De acordo com a secretária de saúde, Mariana Jales, ação diminuirá as taxas de ocupação dos hospitais da cidade com a Covid-19. “A Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Saúde não mediu esforços para que a ação se concretizasse o mais rápido possível. Com o atendimento precoce, haverá uma redução do número de pacientes que necessitarão de leitos de UTI e de enfermarias nos hospitais, além de desafogar as Unidades de Pronto Atendimento (UPA)".
Nas reuniões, ficou determinado as ações de cada instituição representada, onde a Prefeitura se responsabilizou com geradores de energia, material de higiene, além da limpeza e desinfecção de todo o ambiente. A secretária de saúde enfatizou que, “a desinfecção do local é de extrema importância, para que não haja riscos de contaminação no ambiente, que terá uma rotatividade de 500 a mil pessoas ao dia”. A Semus ficou responsável, também, pelo fornecimento de gás oxigênio, caso o paciente necessite e exames de tomografias, para diagnóstico precoce do paciente e então tratá-lo.

Imagens:

Nenhum comentário:

Postar um comentário