sexta-feira, 5 de junho de 2020

Dia Mundial do Meio Ambiente é comemorado em programação online



A programação virtual contou com de dicas sustentáveis, bate-papo e dados sobre os efeitos da degradação

Desde 1972 a ONU adotou o dia 5 de junho como Dia Mundial do Meio Ambiente. Esse dia tem como objetivo promover atividades de proteção e preservação do meio ambiente. A data serve também como alerta à sociedade sobre os perigos de negligenciarmos a tarefa de cuidar do mundo em que vivemos.
Por isso, Equatorial Maranhão promoveu palestras online para seus colaboradores que misturou prática e teoria sobre os cuidados que devemos ter com a nossa casa comum, principalmente em tempos de quarentena, onde boa parte das pessoas está mais tempo em casa, consumindo mais produtos embalados em sacolas plásticas, garrafas pet e de vidro, latinhas, entre outros.
Para o artesão Railton Saulo, convidado que falou sobre o reaproveitamento de materiais em casa, a tarefa de ajudar o meio ambiente reutilizando materiais é uma questão de hábito. “Qualquer objeto dá para transformar. Pegar algo que estava quebrado ou velho e usar para fazer uma nova decoração, fica lindo, basta usar a criatividade", comenta.
No segundo momento da programação, o professor da UFMA, Dr. em Meio Ambiente, Leonardo Soares, ressaltou sobre o papel da sociedade na gestão dos recursos hídricos. “A sociedade precisa entender que ela desempenha um papel fundamental na gestão dos recursos e na conservação do meio ambiente como um todo. As atitudes individuas de hoje farão toda a diferença amanhã”, ressalta.
Assim como outros colaboradores, a Ana Paula Galvão, assistente administrativa da Equatorial Maranhão, sentiu-se motivada a implantar a coleta seletiva dentro de casa e ensinar à sua filha que cuidar do meio ambiente é uma responsabilidade individual. “Precisamos pensar nas futuras gerações e ensinar a elas desde já a importância da reutilização e reciclagem dos materiais que causarão grandes impactos ambientais se não tomarmos atitudes conscientes hoje”, destaca.

Nenhum comentário:

Postar um comentário